quarta-feira, 17 abril 2024
- Publicidade -
23.2 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Câimbras: o que fazer?

Neste episódio o Médico do Esporte, Leonardo Hirao, fala sobre as câimbras

A câimbra é algo que todo mundo vai sentir ao longo da vida, elas são caracterizadas por contrações súbitas e involuntárias de um músculo ou grupo muscular, dentre os diversos músculos que as câimbras podem afetar, os mais comuns são os pés e as panturrilhas. Geralmente, as câimbras melhoram com o alongamento dos músculos envolvidos.

Causas

A principal causa das câimbras está associada ao excesso de exercício físico e à permanência na mesma posição por períodos prolongados. Embora ainda não se saiba exatamente por que as cãibras ocorrem, elas estão relacionadas a músculos cansados, em estado de fadiga, que temporariamente perdem a capacidade de relaxar.

Quando as câimbras ocorrem sem relação aparente com atividade física, é importante ficar atento, pois pode ser um problema sistêmico. Se ocorrerem com certa frequência e estiverem relacionadas a vômitos e sudorese excessiva, pode indicar desidratação e distúrbios nos níveis de sais no corpo, como potássio e magnésio.

Além disso, é relevante considerar que alterações renais também podem ser uma causa subjacente das câimbras. Em casos de câimbras persistentes ou associadas a sintomas preocupantes, é aconselhável procurar orientação médica para uma avaliação mais aprofundada.

O que fazer?

Apesar de existir diversas causas para a câimbra, o que se deve fazer no momento da crise, não depende da causa, no momento da dor é necessário alongar o músculo. Se as câimbras estiverem ocorrendo frequentemente, é importante buscar um médico para o correto diagnóstico e o tratamento da causa.

Para mais informações, assista ao vídeo no canal Doutor Ajuda.

Artigo anterior
Próximo artigo
- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

O Impacto da Patrulha Maria da Penha na Segurança das Mulheres em Nova Olímpia

Na tarde da última terça-feira dia (16), a secretária...

Quase 4 bilhões de pessoas correm risco de infecção pelo Aedes

Quase quatro bilhões de pessoas em todo o mundo...

MT reduz em 49% desmatamento de floresta nativa em 2023 em relação a 2022

Mato Grosso reduziu em 49% o desmatamento de floresta...
Feito com muito 💜 por go7.com.br