segunda-feira, 20 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
17.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Fim dos bloqueios&#63 MT avalia se será preciso ajuda da Força Nacional de Segurança

 

Secretário de Segurança Pública de Mato Grosso, Alexandre Bustamante informou, em entrevista coletiva na tarde deste domingo (6), que todas as rodovias do Estado estão liberadas. Mesmo assim, o governo ainda avalia se será necessário ou não aceitar a oferta de auxílio vinda da Força Nacional de Segurança.

Mato Grosso foi um dos três Estados do país com o maior número de rodovias interditadas por apoiadores do presidente Jair Bolsonaro, que não aceitam o resultado do segundo turno das eleições deste ano.

“Já estivesmo a beira do caos. Tivemos um pico de mais de 85 pontos de estrangulamento [do trânsito]. Hoje não existe mais nenhum. Está bem mais tranquilo, mas daqui a 15 minutos pode não estar mais, porque o movimento é dinâmico”, disse.

As afirmações foram feitas minutos antes de uma reunião de Bustamante com o secretário Nacional de Segurança Pública, Carlos Paim, que veio a Cuiabá para analisar a situação de Mato Grosso e entender como as forças policiais federais e estaduais estão atuando.

“O grande proposito de estar aqui é a sinalização do Ministério da Justiça de que estamos companhando de perto a situação de Mato Grosso e de que há integração”, disse Paim.

(Foto: Marcos Vergueiro/Secom)

Manifestações continuam

Apesar de não haver bloqueios em estradas, os protestos continuam ocorrendo pelo Estado. Segundo Bustamante, a mudança é que os manifestantes agora estão às margens das rodovias.

“Nas margens da rodovia, nós não podemos impedir essas pessoas de ficarem. E, nessas  laterais, quem faz o controle é o município. Se, eventualmente, o município não estiver mais dando conta, aí é chamada a polícia”, explicou.

É a situação que ocorre em Cuiabá. Os manifestantes estão nas proximidades da 13ª Brigada de Infantaria Motorizada, desde sábado (5). Quem tem feito o controle da situação é a Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

Durante quase toda a manifestação na capital, o fluxo da avenida esteve liberado. Na tarde deste domingo, momentos após a entrevista de Bustamante, no entanto, a pista sentido bairro-centro foi interditada.

Em nota, a Semob informou “que conta com a parceria da Polícia Militar de Mato Grosso, que está dando o apoio necessário”.

“Eu não sei se eles vão estar lá amanhã [segunda-feira, 7], mas as vias não podem estar ocupadas e elas não estarão”, garantiu o secretário.

Negociação complexa

Sobre o trabalho de desobstrução das rodovias, Bustamante afirmou que foi feito, basicamente, com negociação caso a caso. A principal dificuldade, conforme ele, é que o movimento que promove os protestos não tem uma liderança definida ou mesmo uma pauta de reivindicações que possa ser atendida.

Os manifestantes se mobilizam desde o resultado do segundo turno das eleições presidenciais, do qual saiu eleito o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Não podemos tencionar uma situação que já está muito complexa. Temos profissionais de negociação que chegam procurando quem está à frente da manifestação naquele caso. E o trabalho é explicar que o uso da força não é bom para ninguém. isso tem feito isso com muito sucesso”, disse o secretário.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br