sábado, 18 maio 2024
- Publicidade -
27.1 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

10 músicas brasileiras mais gravadas de todos os tempos

A música brasileira possui vários clássicos que até hoje são cantados por muita gente. A mais famosa delas com certeza é "Garota de Ipanema". Outra que também é conhecida aqui e lá fora é "Aquarela do Brasil

A música brasileira possui vários clássicos que até hoje são cantados por muita gente. A mais famosa delas com certeza é “Garota de Ipanema”. Outra que também é conhecida aqui e lá fora é “Aquarela do Brasil”.

O Ecad – Escritório Central de Arrecadação e Distribuição – realizou um levantamento das músicas brasileiras mais gravadas de todos os tempos. Foram listados compositores como Ary Barroso, Vinicius de Moraes, Antônio Carlos Jobim, Pixinguinha, Braguinha entre outros.

Confira a lista das músicas brasileiras mais gravadas de todos os tempos

“Garota de Ipanema” (Tom Jobim/Vinícius de Moraes) – 442 gravações

Gal Costa - Garota De Ipanema

“Garota de Ipanema” é uma canção brasileira de bossa nova e MPB. Foi composta por Antônio Carlos Jobim e letrada por Vinicius de Moraes em 1962. A fonte de inspiração foi a modelo e apresentadora Helô Pinheiro.

A primeira gravação comercial ocorreu no mesmo ano, por Pery Ribeiro, e uma versão em língua inglesa foi escrita no ano seguinte por Norman Gimbel.

“Aquarela do Brasil” (Ary Barroso) e “Carinhoso” (Braguinha/Pixinguinha) – 430 gravações

“Aquarela do Brasil” é uma das mais populares canções brasileiras de todos os tempos, escrita pelo compositor mineiro Ary Barroso em 1939. O samba foi gravado pela primeira vez por seu amigo Francisco Alves.

Outros artistas também gravaram o samba, entre eles: Carmen Miranda, Frank Sinatra, João Gilberto, Tom Jobim, Caetano Veloso, Tim Maia, Gal Costa, Erasmo Carlos e Elis Regina. Aquarela do Brasil foi considerada a décima segunda maior música do Brasil segundo a revista Rolling Stone Brasil e melhor canção do século XX de acordo com eleição da Rede Globo.

Carinhoso: é uma das obras mais importantes da música popular brasileira. Foi composta por Pixinguinha entre 1916 e 1917 (sendo anterior ao seu ingresso, em 1933, como aluno, no então Instituto Nacional de Música, atual Escola de Música da Universidade Federal do Rio de Janeiro, mas gravada pela primeira vez em 1928, contando somente com a parte instrumental.
Posteriormente Carinhoso recebeu letra de João de Barro, sendo gravada com grande sucesso por Orlando Silva em 1937. Em 1950, a música recebeu uma versão no idioma inglês chamada Love Is Like This composta por Ray Gilbert para o filme Romance Carioca. A interpretação ficou a cargo da atriz protagonista do filme, Jane Powell.
Nos anos 70 a música voltou a fazer sucesso ao ser tema de abertura da novela “Carinhoso” da Rede Globo. A trama foi estrelada por Regina Duarte e Cláudio Marzo e tendo como antagonista principal Débora Duarte.

“Asa Branca” (Humberto Teixeira/Gonzagão) – 382 gravações

Luiz Gonzaga - Asa Branca ft. Fagner, Sivuca, Guadalupe

“Asa-Branca” é um baião, de autoria da dupla Luiz Gonzaga e Humberto Teixeira, composta em 3 de março de 1947.

O tema da canção é a seca no Nordeste brasileiro que pode chegar a ser muito intensa, a ponto de fazer migrar até mesmo a ave asa-branca. No entanto, o baião ficou famoso no Brasil após Luiz Gonzaga gravar a música.

“Manhã de Carnaval” (Luiz Bonfá/Antônio Maria) – 337 gravações

“Manhã de Carnaval” é a canção mais popular de Luiz Bonfá e Antônio Maria, gravada na trilha sonora do filme Orfeu Negro, em 1959.

É considerada uma das mais importantes canções no mercado do jazz brasileiro nos Estados Unidos da América, que ajudou a estabelecer o movimento da bossa nova no final da década de 1950.

Grandes nomes da música já interpretaram esta canção, com versões instrumentais ou a versão original. Entre eles: Chet Atkins, John McLaughlin, George Benson, Placido Domingo, Stan Getz, Cher, André Rieu.

“Eu Sei Que Vou Te Amar” (Tom Jobim/Vinicius de Moraes) – 279 gravações 

Eu sei que vou te amar é uma canção de Vinicius de Moraes e Tom Jobim. É considerada a 24ª melhor música brasileira pela revista Rolling Stone Brasil.

Composta no ano de 1958 foi regravada em 1959 na voz de Maysa Matarazzo mantendo o ritmo e todos os arranjos originais, porém ganhando grande intensificação sentimental e tom de voz ímpar, de uma das mais célebres cantoras brasileiras.

Os mais jovens conhecem a música porque ela fez parte em 2014 da trilha sonora da novela,  “Em Família” da Rede Globo. Para a novela, quem gravou a música foi Ana Carolina.

“Corcovado” (Tom Jobim) – 261 gravações

“Corcovado” é uma canção da Bossa Nova escrita por Antônio Carlos Jobim, em 1960. Fez sucesso nos Estado Unidos. Por lá recebeu o título de “Quiet Nights of Quiet Stars”.

O cantor Andy Williams gravou a canção com a letra em inglês, alcançando a 92ª posição na Billboard Hot 100 e a 18ª colocação no Hot Adult Contemporary Tracks em 1965.

“Corcovado” foi em 2000, tema de abertura da novela da Rede Globo, “Laços de Família”, de Manoel Carlos.

“Chega de Saudade” (Tom Jobim/Vinícius de Moraes) – 257 gravações

“Chega de Saudade” é de Vinicius de Moraes (letra) e por Antonio Carlos Jobim (música), no final dos anos 50 e gravada por diversos artistas, como João Gilberto, Elizeth Cardoso, Angra e Os Cariocas.

É considerada um dos símbolos da bossa nova, sendo que a sua gravação por João Gilberto em 10 de julho de 1958, pela gravadora EMI-Odeon, foi o marco inicial deste gênero musical. Também foi eleita a sexta melhor canção brasileira de todos os tempos pela Rolling Stone Brasil.

“Desafinado” (Tom Jobim/Newton Mendonça) – 245 gravações

“Desafinado” foi composta por Antônio Carlos Jobim e Newton Mendonça e gravada por João Gilberto em 10 de novembro de 1958, nos Estúdios Odeon, no Rio de Janeiro. Também é do gênero bossa nova.

A canção é uma resposta à crítica da época, que considerava a bossa nova como “música para cantores desafinados”.

“As Rosas Não Falam” (Cartola) – 235 gravações

Bastidores da gravação de 'As Rosas Não Falam' | Todas As Flores | Novela Original Globoplay

As Rosas Não Falam foi composta por Cartola. A cantora Beth Carvalho incluiu esta composição no álbum Mundo Melhor (1976), sendo esta a primeira gravação de “As Rosas Não Falam” lançada comercialmente. No mesmo ano, uma interpretação da canção na voz e violão do próprio Cartola foi incluída em seu segundo álbum autointitulado.

Em 2022, a canção foi regravada pelas atrizes Sophie Charlotte e Letícia Colin para servir como tema de abertura da telenovela Todas as Flores da Globoplay.

“Está Tudo Bem” (Jessé Aguiar) – 220 gravações 

  • “Estão me perguntando se eu tô bem
  • E como andam as coisas por aqui
  • Sinceramente, Pai, não respondi ninguém
  • Na realidade tá tão difícil pra mim
  • Jesus, não quero contar pra ninguém
  • As coisas que eu só conto pra Ti
  • Mas quando me perguntam se eu tô bem
  • Eu lembro que eu tô pra desistir…”

Jessé Aguiar Ribeiro, conhecido apenas como Jessé Aguiar, é um cantor, compositor e instrumentista brasileiro. Tornou-se conhecido nacionalmente na música gospel, gravando grandes sucessos de sua autoria, que o fez se destacar no cenário gospel. Atualmente, o artista canta outros gêneros musicais.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

5 benefícios do chá de canela para a saúde

A canela, um ingrediente presente na culinária há séculos,...

Jogos hoje (18/05/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

Em vídeo, cantor Zezé Di Camargo enaltece segurança e policiais de MT

Em vídeo, o cantor Zezé Di Camargo prestou breve...
Feito com muito 💜 por go7.com.br