sábado, 13 abril 2024
- Publicidade -
Dengue
25.7 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Pistoleiro contratado e calote de R$ 500 mil estão na mira da polícia sobre execução

Boletim de ocorrência foi registrado contra a vítima por um cliente apontando o suposto calote em 2021, de acordo com delegado, que não descarta nenhuma hipótese

Um suposto calote no valor de quase R$ 500 mil a um cliente é uma das linhas de investigação da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) para motivação do assassinato do advogado Roberto Zampieri, de 57 anos, na noite de terça-feira (5), em Cuiabá. O delegado do caso, Nilson Farias, acredita que o autor do crime seja um pistoleiro que foi contratado por terceiros para a empreitada.

O delegado afirmou em coletiva de imprensa que a dinâmica e a frieza do assassino em executar o advogado apontam que o atirador foi contratado para matar Zampieri. O que robustece a linha de investigação sobre o calote de quase meio milhão de reais é um boletim de ocorrência registrado 2021.

“Na nossa linha de investigação, nós temos a questão de um boletim de ocorrência registrado ano passado (sic), onde ele pegou de um cliente dele quase R$ 500 mil, porém, essas informações, nós conversamos com os familiares e está sendo levantado, tem possibilidade de ser a motivação do crime”, relatou à imprensa.

A dinâmica do crime também reforça a tese da polícia de que o assassino é um pistoleiro que foi contratado para matar a vítima. O criminoso utilizou uma pistola 9 mm para matar Zampieri.

“Pela minha experiência, trata-se de uma execução, porque, quando a vítima sai, ele se aproxima, sem afobamento, sem desespero, utiliza uma caixa de isopor e dispara em direção à vítima pelo banco do passageiro. Antes, ele ficou por mais de 1 hora parado, sentou-se no outro lado da rua e esperou. Ele estava muito tranquilo para praticar essa execução, atirou várias vezes para não dar chance de defesa, provavelmente a mando de alguém. Mas tudo é muito preliminar”, explicou Nilson Farias.

A vítima foi executada com aproximadamente 10 disparos de arma de fogo, no momento em que saia de seu escritório, no bairro Bosque da Saúde, ainda dentro do seu veículo. O suspeito ainda não foi identificado. Câmeras de segurança flagraram o autor dos disparos nas proximidades do local do crime antes de praticar o crime.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br