segunda-feira, 24 junho 2024
- Publicidade -
26.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Em menos de um ano, quatro pessoas foram executadas em shoppings populares de MT

Quatro homicídios já foram registrados dentro de shoppings populares em Mato Grosso em menos de um ano. O mais recente deles foi o de Gersino Rosa dos Santos, conhecido como “Nenê Games”, 43 anos, e de Cleyton de Oliveira de Souza Paulino, 27 anos, que aconteceu na manhã dessa quinta-feira (23), dentro do Shopping Popular, em Cuiabá.

A série de homicídios começou no dia 20 de dezembro de 2022, quando foi executado Joseonaldo Ferreira de Ajaúro, 44 anos, conhecido como “Naldo Rei do Tereré”. O crime aconteceu na banca do comerciante, também no Shopping Popular de Cuiabá.

Segundo a Polícia Civil, o crime foi ordenado porque o lojista vendia cigarros contrabandeados sem autorização da facção Comando Vermelho. Na ocasião, Bruno Fernandes de Souza Costa, 22 anos, e Wenderson Santos Souza, 24 anos, foram até o local, por volta das 17h, e Wenderson atirou na vítima.

Quando saíram do estabelecimento, foram surpreendidos por uma equipe da Cavalaria, que passava pelo local. Houve troca de tiros e Wenderson acabou atingido. Ele ainda tentou escapar, chegou a pegar uma criança para fazer refém, mas morreu no local. Com ele foi apreendida uma pistola calibre 38 e 23 munições.

Bruno foi preso em flagrante e com ele apreendido um revólver de calibre 38, com seis munições intactas.

Oito criminosos foram presos por envolvimento na execução de Naldo. No dia 1º de agosto, foram detidos Lucas Leonardo Padilha, Gabriel Motta e um terceiro que não teve a identidade revelada.

O segundo homicídio vitimou Jadson Ramalho de Oliveira, 55 anos, no dia 31 de dezembro do ano passado, em Rondonópolis (212 km da Capital). Dois criminosos chegaram o Shopping Popular da cidade em uma moto preta.

O homem que estava na garupa desceu, entrou no camelódromo, foi até o box 61, do qual era dono, e atirou. Jadson foi atingido por pelo menos cinco disparos e morreu ainda no local.

Conforme a Polícia Civil, a motivação do crime também tem ligação com o comércio de cigarros contrabandeados. Um grupo criminoso existente no município decidiu impor regras para a venda de cigarros e a vítima, que também vendia o produto, não cedeu às imposições e acabou sendo executada.

Edresson Fábio Vieira Souza, 28 anos, responsável pelo homicídio, foi preso no dia 23 de agosto deste ano.

O homicídio mais recente foi na manhã dessa quinta-feira (23) e vitimou Gersino Rosa dos Santos, conhecido como “Nenê Games”, 43 anos, e de Cleyton de Oliveira de Souza Paulino, 27 anos, no Shopping Popular, em Cuiabá.

Segundo o delegado Nilson Farias, da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), o alvo era apenas Gersino. “Foi uma execução. E a princípio, parece que o objetivo não era praticar essa dupla execução, mas sim executar uma pessoa. E como a outra estava na linha de tiro, acabou sendo atingida também”.

Gersino foi baleado na nuca, à queima-roupa. Ele tinha uma banca no local há mais de 20 anos e morreu na hora. Já Cleyton era funcionário de uma outra banca no shopping e foi morto por engano.

O autor do crime ainda não foi preso.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

NOVA OLÍMPIA: CARNÊS DO IPTU 2024 ESTÃO SENDO ENTREGUES AOS CONTRIBUITES

 A prefeitura de Municipal de Nova Olímpia, através do...

Jogos hoje (24/06/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

População de rua em Mato Grosso aumenta 82% em 6 anos

Em seis anos, o número de pessoas vivendo em...
Feito com muito 💜 por go7.com.br