segunda-feira, 26 fevereiro 2024
- Publicidade -
Banner Topo
27.2 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Doenças cardiovasculares podem apresentar sinais diferentes em homens e mulheres; veja sintomas para infarto e AVC

 

A Associação Americana do Coração (AHA) publicou uma nova declaração científica em que destaca os sintomas das seis principais doenças cardiovasculares, ressaltando que homens e mulheres podem apresentar sinais diferentes — por isso, alerta para a importância de saber identificar o problema.
As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte no mundo – só no Brasil estima-se que ao menos 380 mil pessoas percam a vida todos os anos devido a essas enfermidades, segundo dados da Sociedade Brasileira de Cardiologia. Além disso, mensurar sintomas de problemas cardíacos é difícil pela subjetividade. Eles podem não ser reconhecidos pelas pessoas ou não serem relatados por serem mais inespecíficos.

No documento, o comitê de especialistas da AHA revisou uma série de estudos e destacou que os sintomas frequentemente se sobrepõem e podem ser experimentados de formas diferentes ao longo do tempo. Eles podem variar, ainda, de acordo com o sexo e com a gravidade do problema. Assim, conhecer os sinais típicos e atípicos é fundamental para a prevenção das doenças cardiovasculares.

A dor no peito que irradia para as costas, por exemplo, é um sinal clássico de um problema cardiovascular, mas não é o único. Aprender a identificar outros sinais sutis e menos familiares é uma forma importante de prevenção e de monitoramento.

“Esse é um documento para alertar não apenas a população leiga, mas também a comunidade médica. Ele parte da premissa de que a maioria dos sintomas é subjetivo. Então, o médico precisa saber identificar o que o paciente está trazendo de informação”, diz Humberto Graner, cardiologista e coordenador do Pronto-Atendimento do Hospital Israelita Albert Einstein de Goiânia.

Graner ressalta, ainda, que esse documento é importante porque chama a atenção para as diferenças sutis entre os sexos. “Homens e mulheres experimentam o mesmo problema cardiovascular de maneiras diferentes. Não dá para colocarmos todos no mesmo balaio. É preciso levar os sinais relatados a sério e aprender a identificar aqueles que são atípicos. Típico numa insuficiência cardíaca é falta de ar; atípico é problema gastrointestinal”, alertou o cardiologista.

Veja abaixo os sinais das 6 principais doenças cardiovasculares:
1 – Infarto: O infarto do coração é uma das condições que se enquadram na síndrome coronariana aguda – termo usado a qualquer condição cardíaca em que ocorre a perda súbita do fluxo de sangue para o coração. Segundo o documento, o sintoma mais frequente relatado quando uma pessoa está infartando é a dor no peito (como uma pressão), que irradia para costas, ombros, braço e mandíbula. Os sinais menos frequentes e mais relatados pelas mulheres são a falta de ar, sudorese ou suor frio, fadiga incomum, náusea e tontura.

2 – Insuficiência cardíaca: a falta de ar é o sintoma mais clássico e o que faz as pessoas procurarem um médico. Mas, outros sintomas mais precoces devem ser considerados, como problemas gastrointestinais, dor de estômago, náuseas, perda de apetite, insônia, distúrbios do humor e disfunção cognitiva. Segundo o documento, mulheres com insuficiência cardíaca têm mais problemas de depressão, de ansiedade e relatam menos qualidade de vida. Elas também relatam palpitações, níveis maiores de dor e alterações digestivas.

3 – Doença valvar: a doença da válvula cardíaca é uma causa comum de insuficiência cardíaca e tem o mesmo sintoma principal, que é a falta de ar. As válvulas são instrumentos que controlam o fluxo de sangue entre as câmaras do coração e os principais problemas incluem válvulas estreitas, endurecidas, que fecham incorretamente ou que são malformadas. A pessoa com doença valvar pode passar anos sem sintomas e desenvolvê-los progressivamente. Entre os sinais atípicos estão a hipertensão dos pulmões. As mulheres relatam mais falta de ar, intolerância ao exercício e fragilidade física do que os homens (eles costumam relatar dor torácica).

4 – Acidente vascular cerebral: acontece quando o fluxo de sangue para o cérebro é interrompido. Os principais sinais são facilmente reconhecíveis por se tratar de uma emergência médica (rosto caído para o lado, dificuldade de fala/fala distorcida e fraqueza nos braços). Mas há outros sintomas que podem ajudar a identificar: confusão mental, tontura, perda da coordenação e do equilíbrio e alterações visuais. Segundo o documento, as mulheres são mais propensas a terem sintomas menos familiares, como dor de cabeça e alterações motoras e sensitivas.

5 – Arritmia cardíaca: as arritmias cardíacas são frequentemente descritas como batimentos acelerados, irregulares e agitados. Outros sintomas incluem fadiga, falta de ar e tontura – todos compartilhados com outras doenças cardiovasculares. Os menos comuns incluem dor no peito, desmaio e ansiedade. As mulheres e adultos mais jovens relatam sentir mais palpitações.

6 – Doença arterial periférica: é caracterizada pelo entupimento das artérias de membros inferiores, reduzindo a circulação de sangue nas pernas. As pessoas podem não ter sintomas ou terem o sinal clássico que é a dor em um ou nos dois músculos da panturrilha (que ocorre durante a caminhada e desaparece com o repouso). Porém, câimbras, fadiga, dor nos dedos ou em outras partes do pé também podem ser sinais importantes, pois a condição aumenta o risco de infarto ou AVC. A depressão é um problema bastante comum em mulheres com doença arterial periférica.

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br