quinta-feira, 22 fevereiro 2024
- Publicidade -
Banner Topo
25.4 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Puxado pelo arroz e açúcar, preço da cesta básica sobe pela quarta semana seguida em MT

 
 
 
 A quarta semana de novembro apresentou mais um aumento no indicador da cesta básica em Cuiabá – a terceira semana consecutiva. O valor, apontado pelo Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT), é o maior da série histórica desde março, alcançando R$ 760,20. Mesmo com oscilações, um ritmo maior de crescimento foi observado desde a primeira semana de outubro, com variações nas últimas oito semanas chegando a 5,96%, um aumento nominal de R$ 42,77.

“A cesta básica vem apresentando uma escalada de preços nas últimas semanas, devido a uma séria de fatores internos produtivos, além de externos. No entanto, a expectativa é que a variação se estabilize, já que alguns itens demonstram tendência de queda, como a batata”, explicou o diretor de Pesquisa do IPF-MT e superintendente da Fecomércio, Igor Cunha.

O item citado registrou na última semana redução de -5,74% em seu valor, o que pode estar relacionado à estabilidade da oferta dos produtos nos atacados, reduzindo seu valor nos mercados locais. Acompanhou a tendência de queda o arroz, com recuo de -2,59%, podendo estar relacionada a maior oferta do produto nos mercados, considerando a recente colheita do grão.

No entanto, o açúcar aumentou de preço – na mesma proporção do arroz -, em virtude da escolha das refinarias em converter o item em etanol, favorecendo a produção do combustível, além de o mercado internacional estar mais competitivo do que o mercado local.

Já o tomate apresentou a maior variação de preço na semana, de 5,91%, em razão da menor maturação do fruto, reduzindo a oferta do produto e impactando em sua comercialização.

“Outros itens importantes para o consumo, como a manteiga e a farinha de trigo, que servem de insumo para diversos outros alimentos, também apresentaram queda na semanal, o que contribui para diminuir o peso do crescimento da cesta básica, colaborando para um cenário mais favorável para as famílias”, concluiu Igor Cunha.

 

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Desmatamento na Amazônia cai 60% em janeiro de 2024

O desmatamento na floresta amazônica caiu 60% em janeiro deste ano, chegando ao...

Bandido que agrediu vítima ao roubar bicicleta é preso pela PJC de Tangará

A Polícia Judiciária Civil por meio da Delegacia Especializada...

Concursos públicos municipais pagam até R$ 18 mil em MT

Concursos públicos e seletivos com inscrições abertas em Mato...
Feito com muito 💜 por go7.com.br