Mato Grosso é o terceiro estado do país que possui a maior área desmatada em 2021. Segundo o Relatório Anual do Desmatamento no Brasil (RAD), o estado devastou 189.880 hectares de florestas, o que representa um aumento de 6% em relação ao desmate em 2020.

A Secretaria Estadual de Meio Ambiente (Sema-MT) informou por meio de nota que Mato Grosso fechou o primeiro semestre de 2022 com 35% de aberturas de área com autorização. Segundo o órgão, no ano do estudo, Mato Grosso investiu R$73 milhões no combate ao desmate ilegal e incêndios florestais, além de ser lançada em maio a Operação Cedif para combater crimes ambientais.

O levantamento ainda traz dados a partir de diferentes recortes territoriais e fundiários.

Também são avaliados os indícios de ilegalidade, os principais vetores do desmatamento e as ações realizadas por órgãos públicos federais e estaduais para controlar o problema.

Conforme o estudo, Mato Grosso faz parte do ranking das cinco unidades federativas que mais desmataram no ano passado. Esses estados foram responsáveis por 67% de todo o desmatamento no país. São eles:

Ranking dos cinco estados que mais desmataram em 2021

PosiçãoUnidades federativasÁrea desmatada (ha)
Pará402.487
Amazonas194.498
Mato Grosso189.880
Maranhão166.923
Bahia152.203
Fonte: Relatório Anual do Desmatamento no Brasil (RAD)

Em 2020, Mato Grosso ficou em segundo lugar no ranking de estados que mais devastaram as florestas. Foram registrados 179.294 hectares desmatados.

No ano passado, esse número aumentou para 189.880 hectares e a unidadade federativa ficou em terceiro lugar. Houve um aumento de 6% em relação ao ano anterior.

Segundo o estudo, Mato Grosso foi responsável por 11,5% de todo o desmate no país.

Em relação ao desmate proporcional, Mato Grosso ficou em segundo lugar, com 66%, ficando abaixo apenas do Espírito Santo, com 86,3%.

O relatório ainda traz a porcentagem de área desmatada em anos que já contam com ações de combates federais e estaduais.

Em 2020, Mato Grosso desmatou 69,1% das áreas que já tinham planos de ações. No ano passado esse número aumentou para 71,2%.

Municípios que mais devastaram

Municípios que mais desmataram em 2021

PosiçãoUnidade federativaMunicípioÁrea desmatada (ha)
PAAltamira63.840
PASão Félix do Xingu52.701
AMLábrea49.345
ROPorto Velho49.173
PANovo Progresso37.229
AMApuí35.448
PAItaituba30.174
MTColniza22.656
Fonte: Relatório Anual do Desmatamento no Brasil (RAD)

O estudo ainda fez um ranking de municípios que mais desmataram em 2021. A cidade de Colniza, 1.022 km de Cuiabá, ficou em oitavo lugar em todo o país. Foram 22.656 hectares de área devastada.

Em Colniza, o tamanho da área desflorestada aumentou em todos os três anos de estudo. Em 2019 foram 18.295 hectares devastados. Em 2020, subiu para 19.726 e, no ano passado, 22.656 hectares.

Em relação ao ranking estadual, o município é o que mais desmatou.

Ranking dos municípios que mais desmataram no estado

Posição nacionalMunicípioÁrea desmatada (ha)
Colniza22.656
18°Aripuanã13.569
22°Nova Bandeirantes12.970
Fonte: Relatório Anual do Desmatamento no Brasil (RAD)
O segundo município do estado que registrou o maior desmatamento foi Aripuanã, a 976 km de Cuiabá. No ranking nacional, a cidade fica na 18ª posição e devastou 13.569 hectares.

Em relação ao ano anterior, houve uma diminuição. Foram 13.909 hectares, em 2020.

Por último, o município de Nova Bandeirantes, a 980 km de Cuiabá, ficou em terceiro lugar no ranking estadual e em 22° lugar no nacional. Foram 12.970 hectares desmatados em 2021.

Em 2020, foram 6.465 hectares, ou seja, a área devastada dobrou de tamanho em um ano.

Desmatamento nos biomas

Aumento do desmatamento nos biomas do Brasil — Foto: Reprodução/Relatório Anual do Desmatamento no Brasil (RAD)
Aumento do desmatamento nos biomas do Brasil — Foto: Reprodução/Relatório Anual do Desmatamento no Brasil (RAD)

De acordo com o relatório, o desflorestamento cresceu em todos os biomas do país. A amazônia foi o bioma mais desmatado com um aumento de 59% seguido pelo cerrado, com 30% e a caatinga, com 7%.

Confira o tamanho da área desmatada nos biomas:

  • Amazônia – 977.733 hectares
  • Caatinga – 116.260 hectares
  • Cerrado – 500.537 hectares
  • Mata Atlântica – 30.155 hectares
  • Pantanal – 28.671 hectares
  • Pampa – 2.426 hectares

Mesmo o Pantanal ficando na quinta posição, ele foi, pela segunda vez, o bioma devastado de forma mais rápida. Segundo o levantamento, cada evento de desmatamento avançou em média 11.200 m² por dia sobre a mata.

Desmatamento ilegal

Conforme o relatório, 98% do desmatamento foi ilegal — Foto: TCE-MT/ Divulgação
Conforme o relatório, 98% do desmatamento foi ilegal — Foto: TCE-MT/ Divulgação

De acordo com o RAD, 98% de todo o desmatamento no país tem indícios de ilegalidade.

O alerta é avaliado considerando a existência de autorização, não sobreposição com áreas protegidas nos imóveis rurais (Reserva legal e Área de Preservação Permanente, pelo Código Florestal) e em áreas públicas protegidas (Unidades de Conservação e Terras Indígenas), entre outras limitações.

Somente 0,87% da área desmatada em 2021 atendeu aos requisitos da análise de indícios de regularidade.

A maior parte da devastação ocorreu sobre áreas registradas no Cadastro Ambiental Rural (CAR) e a agropecuária é o principal vetor desse desmatamento.