segunda-feira, 20 maio 2024
- Publicidade -
17.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Mato Grosso é o 6º estado que mais usa o Pix nos pequenos negócios

 

A modalidade Pix é a principal forma de pagamento utilizada por clientes dos pequenos negócios em Mato Grosso, de acordo com 49% dos entrevistados na Pesquisa Sebrae – Pulso dos Pequenos Negócios. Em segundo lugar vem o cartão de crédito (21%). Dinheiro ou débito são as formas menos utilizadas atualmente, 8% e 9%.

O Estado é o sexto no país onde as pessoas recorrem à modalidade e tem a média estadual maior do que a nacional, que ficou em 42%. Roraima, por sua vez, ocupa o ranking com 82%. O Amapá aparece em segundo, com 61%. Amazonas, Pará e Acre também ficaram a frente de Mato Grosso, com 58%, 56% e 51%, respectivamente.

 

Marcos Antonio Collavitti é proprietário de um salão no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá, e afirma que o Pix é a forma que grande parte dos clientes escolhe para pagar pelos serviços.

“As pessoas perguntam se tenho Pix e essa procura por esse tipo de pagamento está aumentando gradativamente. É muito bom, porque não preciso lidar com dinheiro vivo, quando faz a transferência já vai direto para a conta”, comenta.

Marcos Antonio Collavitti tem visto o uso do Pix aumentar entre seus clientes (Foto: Natália Araújo / O LIVRE)

Crescimento esperado

Fabio Granja, superintendente da Câmara dos Dirigentes Lojistas de Cuiabá, explica que esse aumento era esperado porque o acesso à conectividade, à internet, está cada vez mais forte para as pessoas.

Outro ponto importante é que a população, de acordo com Granja, tem ficado cada dia mais segura em lançar mão dessa ferramenta quando necessário.

“Praticamente todos os públicos conseguem ter acesso a essa conectividade. O Pix é uma ferramenta que surgiu para gerar mais competitividade entre as entidades financeiras e isso gerou redução de custos, além de facilidade nas transações quanto a disponibilidade do dinheiro em conta”, detalha.

Granja pontua ainda que com um forte trabalho de educação financeira, que estimule a população a utilizar essas formas de pagamento imediato e não de crédito, o dinheiro físico deve ir perdendo cada vez mais espaço.

Fábio Granja, superintendente da CDL Cuiabá, estima que o uso do PIX tende a aumentar ainda mais (Foto: Divulgação)

“Dentro desse cenário de planejamento, a tendência é que o Pix seja cada vez mais utilizado, até porque o uso ocorre apenas quando se tem o recurso financeiro na conta bancária, ali disponível”, explica.

Mudança nos negócios

Outro fator que contribui também para esse crescimento, avalia Amanda Alves, analista de Inteligência de Mercado do Sebrae, é que as vendas por internet ficaram ainda mais fortes, a partir da pandemia da covid-19.

Essas negociações via internet resultaram no fortalecimento dessa outra forma de pagamento eletrônico, que torna a transação comercial mais ágil.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br