quinta-feira, 22 fevereiro 2024
- Publicidade -
Banner Topo
28.6 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Consumidor dá prioridade a frutas, legumes e verduras da estação para economizar

Com a chegada da primavera na próxima quinta-feira (22) e o aumento das temperaturas, algumas frutas, legumes e verduras devem ficar mais baratos, aliviando o bolso do consumidor. Além da melhora da produtividade em razão do clima, os produtos da estação também costumam ter mais de qualidade e serem mais saudáveis. Com a produção em alta, os produtos tendem a ficar mais baratos durante a safra, já que há um aumento de oferta.

O feirante Pedro Henrique Silva Rodrigues, de 23 anos, já notou mudanças em relação a uma fruta com safra na primavera. “O mamão estava um pouco escasso, estava muito caro uns dias atrás, mas agora o pessoal já está voltando a consumir. Na primavera, dá para aproveitar, porque fica com um preço bom, mesmo sendo verão o carro-chefe, a época em que há mais frutas de época”, destaca.

 O clima do período é propício para a colheita de vários alimentos. “Agora o tempo melhora, a chuva, e o sol aumentam e o frio diminui. Aumenta a colheita, a produção aumenta. O consumo sobe tanto pelo preço, como pela qualidade”, explica Alexandre de Paula Bicudo, 49, que tem uma banca de bananas, fruta da estação. “É o momento de comprar banana. Até voltar o inverno, você consegue comprar por um preço bom. Ainda não começou a cair o preço, mas esquentando já começa a abaixar”, completa. 

O benefício de comprar frutas, legumes e verduras da estação vai além da economia. De acordo com a nutricionaista da Universidade São Camilo Sandra Chemin, pesquisas iniciais apontam que algumas vitaminas e pigmentos têm sua qualidade nutricional influenciados pela sazonalidade. “Alguns estudos investigando os níveis de vitamina C relataram patamares elevados em produtos da safra. Mas os resultados da pesquisa são insuficientes para fazer uma afirmação generalizada, porque depende da variedade do cultivo, tempo, clima e solo, além de questões pós-colheita, como armazenamento e adubação”, explica.

Alimentos da época são ainda mais sustentáveis e saudáveis. “Eles podem ser cultivados sem precisar de muita interferência”, completa Chenim.

Consumidores começam a priorizar as frutas da primavera

Próximo do início da primavera, o R7 foi até uma feira da zona oeste de São Paulo, perguntar aos consumidores sobre os preços e hábitos de consumo em relação aos alimentos da estação.

A aposentada Célia Assis, de 66 anos, prefere comprar os produtos que ficam mais em conta. “As frutas da estação ficam mais baratas agora, abacaxi, banana, mexerica, morango. Já, já começa a cair a manga. Vou dar prioridade para elas, porque tudo está muito caro. Agora que os preços estão começando a melhorar um pouquinho. Tudo que está em época dá uma aliviada. Mas também sempre acabo comprando os produtos que meus netos gostam, maçã, mexerica. De vez em quando, deixo algum item, como ameixa, que está bem cara”, afirma.

Dicas para o consumo e para economizar

Algumas práticas podem garantir um melhor consumo dos alimentos da estação. Segundo Sandra Chemin, o primeiro passo é adotar boas práticas de conservação. “Verifique a higiene do local de armazenamento dos alimentos não perecíveis; organize a geladeira, dispondo os legumes e verduras na parte inferior, onde o ar é mais frio; quando fizer a compra, limpar as sujidades em água corrente e higienizar com hipoclorito ou vinagre antes de guardá-los, e proteja os alimentos na geladeira embalados, para não entrar em contato com os alimentos do lado”, indica.

A nutricionista destaca ainda cuidados na hora do preparo. “Todas as superfícies devem estar limpas, evite o contato de vegetais crus e cozidos, e não deixe os alimentos prontos para o consumo que estão para serem servidos muito tempo sobre a mesa ou fogão desligado”, afirma Chemin.

Para evitar desperdícios e aproveitar ao máximo os vegetais e frutas, o consumidor pode usar cascas, talos e folhas. Segundo Sandra Chemin, “as cascas de abacaxi e maçã podem virar suco, e talos de agrião, brócolis e couve-flor podem ser incorporados a sopas e refogados ou compor temperos de outros pratos”.

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Desmatamento na Amazônia cai 60% em janeiro de 2024

O desmatamento na floresta amazônica caiu 60% em janeiro deste ano, chegando ao...

Bandido que agrediu vítima ao roubar bicicleta é preso pela PJC de Tangará

A Polícia Judiciária Civil por meio da Delegacia Especializada...

Concursos públicos municipais pagam até R$ 18 mil em MT

Concursos públicos e seletivos com inscrições abertas em Mato...
Feito com muito 💜 por go7.com.br