quarta-feira, 17 abril 2024
- Publicidade -
23.2 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Com alta de infecções por Covid-19, carnaval pode ser uma ‘bomba’

Com crescentes casos positivos para covid-19 em Mato Grosso, médico infectologista Marcelo Sandrin apontou que o carnaval poderá ser uma “bomba” se as autoridades não tomarem iniciativa. Somente em janeiro, mais de 5 mil pessoas foram infectadas pelo vírus e 11 pessoas morreram.

“Temos que voltar com as medidas de prevenção, vale a pena pela nossa vida. A questão de voltar a usar a máscara, não deveria nem ser discutida, temos que usar, pois a transmissão fica mais difícil. Se acontecer o carnaval, vai ser uma bomba como ocorreu lá em 2020. Nesse período tem muita bebida alcoólica, excessiva, abraços, apertos de mão, beijos e nem sabemos se a pessoa é sintomática ou não”, alertou.

Sandrin, que é dono do Hospital e Maternidade Santa Helena, em Cuiabá, disse que nesse primeiro mês do ano, 5 gestantes procuraram o pronto atendimento com sintomas e precisaram ser internadas. Todas testaram positivo para o vírus, mas já receberam alta médica. Ele comentou também que foram diversos funcionários que precisaram ser afastados após serem infectados. 

O médico destaca o que não é novidade para a população, que sempre deve estar em alerta. Em eventos com grande aglomeração, como a folia do carnaval, que as pessoas estão “grudadas”, a transmissão do vírus respiratório é facilitada quase 100%.

Para aqueles que querem pular uma boa folia de carnaval, mas que sabem dos riscos que as aglomerações podem trazer à saúde, as recomendações permanecem as mesmas.

 preparou uma lista de recomendações para evitar a contaminação da covid-19. Veja.

 Esteja somente com pessoas que convivem com você diariamente, na mesma residência;

 Caso opte por pular o carnaval com outras pessoas, faça isso com segurança

 Higienize as mãos com álcool 70% por 20 a 30 segundos ou com água e sabão em água corrente;

 Faça a desinfecção de superfícies e objetos sempre que entrar em contato com algo suspeito; -Mantenha o distanciamento físico por, no mínimo, 4 metros quadrados;

 Cubra a boca ao tossir ou espirrar, com a parte interna do braço ou com lenço;

 Evitar abraçar, beijar, usar mesmo copo ou cigarro.

“A principal recomendação nesse carnaval é em relação a quem está com sintomas respiratórios, procure atendimento médico urgente. Me preocupa muito essa falta de ação da população e principalmente das autoridades. No começo da pandemia em 2020 foi assim, tivemos o final de ano já com vários casos sendo registrados no Brasil e postergando. Depois veio janeiro com as férias, em seguida carnaval e esperaram explodir tudo para parar o mundo. Não vamos esperar chegar a esse ponto”, finalizou o médico.

Dados covid-19

Conforme o Painel Epidemiológico da covid-19, de 1º de janeiro a 1º de fevereiro de 2024, Mato Grosso registrou 5.821 casos positivos e 11 mortes em razão da doença. Em 2023, neste mesmo período, foram registrados 7.178 casos e 36 mortes.

Um bebê de dois meses com síndrome de Down e um idoso de 72 anos morreu com a doença, no Estado. Criança era moradora de Lucas do Rio Verde e o idoso de Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá), mas estava internado no Hospital Metropolitano de Cuiabá.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

O Impacto da Patrulha Maria da Penha na Segurança das Mulheres em Nova Olímpia

Na tarde da última terça-feira dia (16), a secretária...

Quase 4 bilhões de pessoas correm risco de infecção pelo Aedes

Quase quatro bilhões de pessoas em todo o mundo...

MT reduz em 49% desmatamento de floresta nativa em 2023 em relação a 2022

Mato Grosso reduziu em 49% o desmatamento de floresta...
Feito com muito 💜 por go7.com.br