segunda-feira, 24 junho 2024
- Publicidade -
Dengue
20.7 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

1,2 milhão de brasileiros vivem sem banheiro em casa

Situação mais grave encontrada entre os estados foi observada no Piauí, onde 5% das pessoas estavam nessa condição

O Brasil tem 367 mil domicílios sem banheiro, sanitário ou buraco para dejeções. Ao todo, 1,2 milhão de pessoas (0,6% da população brasileira) vivem nessa situação e precisam sair de casa para fazer as necessidades fisiológicas básicas. Os dados são das características dos domicílios do Censo 2022, divulgados nesta sexta-feira (23) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).De acordo com o levantamento, apesar do número alto, a presença de banheiros nos domicílios brasileiros vem se ampliando. Em 2022, 197,5 milhões de brasileiros (97,8% da população) viviam em residências com ao menos um banheiro de uso exclusivo (utilizado apenas pelos moradores e hóspedes).

O resultado representa uma alta de 5,5 pontos percentuais em comparação com 2010 – data do Censo anterior –, quando a proporção era de 92,3%.

A situação mais grave encontrada entre os estados foi observada no Piauí, onde 5% das pessoas estavam nessa condição – em seguida, aparecem Acre e Maranhão, ambos com uma proporção de 3,8%.

Veja abaixo a distribuição dos moradores em domicílios por existência de banheiro ou sanitário:

• Tinham banheiro de uso exclusivo do domicílio: 97,8%
• Apenas banheiro de uso comum a mais de um domicílio: 0,5%
• Apenas sanitário ou buraco para dejeções, inclusive os localizados no terreno: 1,2%
• Não tinham banheiro nem sanitário: 0,6%

Os dados divulgados nesta sexta mostram que o número de banheiros em cada domicílio também tem se elevado. Em 2010, 71,5% das residências tinham apenas um banheiro. Em 2022, essa proporção caiu para 66,3%, indicando uma alta de 5,2 pontos percentuais no número de casas com dois ou mais banheiros.

Regiões

Em todas as regiões e todas as unidades da federação houve expansão na proporção da população residindo em casas com banheiro de uso exclusivo de 2010 para 2022. As maiores altas ocorreram nas regiões Norte (75,5% em 2010 e 90,5% em 2022) e Nordeste (83,4% em 2010 e 95,3% em 2022).

Proporção de moradores em domicílios com banheiro de uso exclusivo DIVULGAÇÃO/IBGE

Apesar do avanço, Norte e Nordeste ainda se encontravam, em 2022, em um patamar pior do que o encontrado nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste em 2010.

Entre os estados, a maior proporção de pessoas residindo em domicílios com banheiro de uso exclusivo encontrada em 2022 foi de 99,9%, no Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo.

Já a menor porcentagem foi observada no Acre, 83,6%. Em outras três unidades da federação, a proporção era inferior a 90% – Maranhão (85,7%), Amazonas (87,5%) e Pará (89,7%).

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Jogos hoje (24/06/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

População de rua em Mato Grosso aumenta 82% em 6 anos

Em seis anos, o número de pessoas vivendo em...

Homem é baleado em casa noturna em Tangará

Um homem de 49 anos, que não teve seu...
Feito com muito 💜 por go7.com.br