segunda-feira, 20 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
17.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

1,1 MILHÃO DE VOTOS – Mendes é reeleito e diz: "Cidadão não quer saber de roubalheira"

 

O governador Mauro Mendes (União Brasil) foi reeleito na noite deste domingo (2) com mais de 1,1 milhão de votos. Este é o maior número desde a redemocratização do País.

Com mais de 99% das urnas apuradas, Mendes fez 68,45% dos votos válidos. 

Em segundo lugar ficou Márcia Pinheiro com 16,42%. Ela recebeu 266,3 mil votos. Na sequência, aparece o Pastor Marcos Ritela (PTB) 14,33%. Ele recebeu 232,5 mil votos.

Por fim, o menos votado foi o servidor público Moises Fraz (psol) com 0,80% dos votos válidos. Ele teve 12,9 mil votos. 

 

Nulos somam 8,59% e brancos 5,23%.

 “Cidadão não quer saber de roubalheira”

 Mendes comemorou a reeleição na sede do União brasil, no Bairro Duque de Caxias, em Cuiabá. Lá, sem citar nomes, elevou o tom e criticou os adversários.

 “O recado está dado pelas urnas. As urnas já deram o recado. O cidadão de Mato Grosso não quer saber de mentira, não quer saber de roubalheira na política, de fake news. Não quer saber de gente incompetente”, disse.

Mendes ainda afirmou que a população está cansada de “mentiras” e quer pessoas que fazem política com “verdade e honestidade”.

“Só político malandro é que faz fake news, porque no final do dia ele esta para o eleitor, e querendo enganar as pessoas. Mas a verdade sempre vence a mentira”, disse.

Junto a Mendes, na sede do partido, estava a mulher, a primeira dama Virginia Mendes, os aliados senador Wellington Fagundes (PL), o ex-chefe da Casa Civil mauro Carvalho, e diversos apoiadores.

 

As urnas já deram o recado. O cidadão de Mato Grosso não quer saber de mentira

Para animar, eles contrataram o show do cantor Matheuzinho.

 

Perfil

 Natural de Anápolis (GO), Mendes se mudou para Mato Grosso na década de 80, aos 16 anos. Anos depois, ingressou no curso de engenharia elétrica na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e fez parte do movimento estudantil.

 Ele fundou a Bimetal, fabricante de torres de telecomunicações, e por seis anos foi o presidente da Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso (Fiemt), chegando a ser vice-presidente da Confederação Nacional da Indústria.

 Em 2022, Mendes enfrentou a quinta disputa eleitoral. A primeira, em 2008, ele disputou e perdeu as eleições para prefeito de Cuiabá. Dois anos depois, tentou ser governador do Estado, e perdeu a disputa para Blairo Maggi. Insistente, em 2012 foi eleito o prefeito de Cuiabá.

 Quatro anos depois, alegando problemas com a empresa e querendo se dedicar a família, Mendes recuou de tentar a reeleição. 

 Em 2018, saiu candidato a governador de Mato Grosso e foi eleito em primeiro turno, com 58,7% dos votos. 

 Pegou um estado quebrado, devendo servidores, milhares de fornecedores e um rombo superior a R$ 3 bilhões. Como trunfo, em pouco mais de um ano de gestão colocou em dia os pagamentos aos fornecedores, voltou o salário do servidor ao dia 30 do mês trabalho e colocou o caixa do Estado no azul.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br