segunda-feira, 20 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
21.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Presos por guerra de facções são traficantes e homicidas; veja os nomes

 

Dos 20 alvos da Operação Dissidência, deflagrada na manhã desta quinta-feira (18) pela Força-Tarefa da Segurança Pública, 16 são homens e 4 são mulheres. Alguns já estão presos e lideravam a guerra de facções de dentro da cadeia. Entre eles, está Diogo de Souza Schemberg, condenado há 12 anos por um único homicídio. Mas, pesa contra ele ainda outras 6 mortes. Confira a lista dos alvos.

Os alvos são: Leonardo dos Santos Pires; Diogo de Souza Schemberg; Emerson Lorena Castro; Mikael Douglas Lopes Siqueira; Ailson da Silva Conceição; Gaberliel Peres dos Santos; Jean Carlos do Nascimento Rodrigues; Felipe do Rego Lima; Wesley Silva Souza; Walacy Fernando Pessoa da Silva Maldonado; Ederson Alves da Silva, Daniel Toscano da Conceição; Matheus Bruno de Lima; Klederson Matheus Castro Ferreira; Lincolw Oliveira de Souza; Robson Junio Jardim dos Santos; Maria Magnólia Leite Silva; Karolayne Aparecida Duarte Furtado; Maria Eduarda da Silva e Priscila Moreira Janes.

Mikael, Felipe e Maria Eduarda foram presos em flagrante no dia 7 deste mês, durante um trajeto entre Sinop e Sorriso, em posse de um revólver calibre 32, além de dinheiro trocado. A denúncia recebida pela polícia narrava que eles estavam traficando entre as duas cidades. Drogas não foram encontradas.

Daniel Toscano, o ‘Daniel Índio’ foi apontado como autor de uma tentativa de homicídio em julho. Consta no registro policial que ele foi até uma boca de fumo, que é mantida pela facção rival, e disparou tiros contra as pessoas que estavam por lá. Ele não foi encontrado após o crime.

Outro nome já conhecido da polícia é o de Diogo Schemberg, o ‘diguin’. Ele está preso e condenado por homicídio desde 2015. Após a sua prisão, a polícia da cidade apontou que ele era investigado em outras 6 execuções, sendo que 4 ele foi o autor direto do crime. Em 2019, duas mulheres foram presas tentando entrar com 41 porções de maconha no Presídio Ferrugem, as drogas eram para Diego e Emerson Lorena, também alvo da operação.

Operação

Ao todo, a operação busca o cumprimento de 22 mandados de prisão preventiva, 03 prisão temporária e 36 busca e apreensão nos estados de Mato Grosso e Rio de Janeiro contra envolvidos em crimes como homicídios, tortura e tráfico de drogas.

 

O objetivo é reprimir a atuação de facções criminosas na região centro-norte do estado de Mato Grosso, que cravaram uma guerra pelo controle na venda de drogas, principalmente, no município de Sorriso, o que provocou um aumento exponencial em homicídios no município.

 

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Arrombamento em relojoaria de Tangará: Polícia prende 3 e recupera objetos

Na madrugada desta segunda-feira, 20, uma relojoaria localizada no...

Percentual de analfabetos não reduz em Mato Grosso em 5 anos

A quantidade de pessoas analfabetas ficou estável em Mato...

Há 10 anos, Polícia Federal invadia todos os Poderes em Mato Grosso

Há exatamente 10 anos, Mato Grosso amanhecia como destaque...
Feito com muito 💜 por go7.com.br