segunda-feira, 20 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
21.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Deputados aprovam RGA de 5,79% a servidores; possível aumento fica "para depois"

 

A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) aprovou, em primeira votação, o índice de 5,79% de Revisão Geral Anual (RGA) aos servidores estaduais, como apresentado pelo Governo. A proposta do Executivo, está em tramitação no Legislativo estadual e a segunda votação deverá acontecer ainda nesta quarta-feira (11).

Os deputados estudam uma maneira de conceder um “acréscimo” ao reajuste, por meio de emendas, que só devem ser apreciadas na segunda votação.

Na terça-feira (10), o governador interino Otaviano Pivetta (Republicanos) e o secretário de Fazenda do Estado, Rogério Gallo, se reuniram com o presidente da AL, deputado Eduardo Botelho (União Brasil), e outros parlamentares para entregar o texto e tratar sobre a proposta.

Botelho explicou que, na conversa, os parlamentares tentaram convencer o Estado a aumentar esse percentual, previsto no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 2022, no entanto, foi informado que isso não seria possível.

Entretanto, o presidente e outros colegas de bancada articulam uma “reposição futura” para os servidores. O tema ainda deverá ser debatido na Casa de Leis e também com o Executivo.

“A princípio o governo mandou em 5,79%, essa foi uma discussão que tivemos ontem com Otaviano Pivetta sobre a possibilidade de aumentar. Ele estava junto do secretário Rogério Gallo argumentando que é muito difícil aumentar, que eles têm que se basear nos índices que estavam lá, que foi publicado então nós temos que respeitar”, explicou.

Ainda assim, o deputado acredita que a negociação possa avançar em breve. “Agora, pode-se fazer – aí eu acho que cabe uma negociação – se não agora, mas futura, para ver as condições de a gente realmente conseguir algumas reposições que ficaram para trás, mas essa é uma posição minha e tem que ser discutida”, acrescentou.

Apesar da articulação no Legislativo Estadual, Botelho criticou o “sumiço” do Fórum Sindical na discussão do tema, para ele, isso dá a entender que os servidores estariam de acordo com o que foi apresentado pelo Governo do Estado.

“Mas aparentemente não está havendo nenhuma luta dos sindicatos dos servidores, parece que eles estão concordando com isso. Então, é isso que será aprovado”, finalizou.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Arrombamento em relojoaria de Tangará: Polícia prende 3 e recupera objetos

Na madrugada desta segunda-feira, 20, uma relojoaria localizada no...

Percentual de analfabetos não reduz em Mato Grosso em 5 anos

A quantidade de pessoas analfabetas ficou estável em Mato...

Há 10 anos, Polícia Federal invadia todos os Poderes em Mato Grosso

Há exatamente 10 anos, Mato Grosso amanhecia como destaque...
Feito com muito 💜 por go7.com.br