terça-feira, 16 abril 2024
- Publicidade -
Dengue
27.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Veja como identificar infecção urinária em seu cachorro e como tratar casos

A enfermidade, em seus primeiros estágios, pode se manifestar de maneira silenciosa, e, consequentemente, passar despercebida pelos tutores.

Vamos entender aqui quais são os principais sintomas da infecção urinária em cachorro, como diagnosticá-la, possíveis tratamentos, e como prevenir seu pet desta enfermidade.

Primeiro, é preciso entender o que é a infecção urinária
A infecção urinária em cachorro se dá através da proliferação de microorganismos infecciosos, como bactérias, que atingem as vias urinárias do animal. Esta enfermidade pode atingir todo o trato urinário quando não diagnosticada rapidamente, podendo alcançar a uretra e, em casos mais graves, os rins.

Embora a infecção urinária possa acometer cachorros de todas as raças e idades, ela se mostra mais comumente em cadelas: seu órgão está mais exposto ao urinar, possuem a uretra mais curta e larga – o que é um facilitador para o desenvolvimento bacteriano, e também fazem xixi com menor frequência em relação aos machos.

Cachorros com baixa imunidade, idosos, portadores de doenças crônicas ou degenerativas, como câncer de próstata ou diabetes mellitus, também estão mais propensos a contrair a doença.

O que causa a infecção urinária em cachorros?
Em situações normais, o trato urinário é um ambiente estéril dos rins até o início da uretra. No final da uretra, existem bactérias residentes que fazem parte da flora do pet. A infecção ocorre quando há invasão intensa dessas estruturas por microrganismos, ou quando o organismo do cão apresenta falhas nos mecanismos de defesa – anatômicas ou funcionais, capazes de impedir essa colonização bacteriana. As bactérias invasoras têm origem no intestino ou na pele do pet e ascendem através da uretra, e em casos graves podem chegar aos rins.

As bactérias, embora sejam as principais vilãs desta história, não são, porém, as únicas causadoras da infecção do trato urinário do cachorro. Podem ocorrer, com menor frequência, o surgimento de fungos, como o Candida albicans, que acomete as fêmeas. Algumas doenças que acometem o pet podem também resultar nesta infecção, devido ao enfraquecimento do sistema imunológico do animal.

Outras causas que podem levar o cachorro a contrair a doença são a obesidade canina, a pouca ingestão de água, entre outras questões que podem ser levantadas pelo médico veterinário.

Principais bactérias responsáveis pelo quadro
As bactérias atingem o trato urinário do cachorro quando há alteração no ph da urina, no funcional ou anatomia. As bactérias mais comumente encontradas neste quadro são as seguintes:

Bactérias gram positivas, como Staphylococcus spp, Streptococcus spp, e Enterococcus spp.

E bactérias gram negativas como Enterobacter spp, Klebsiella spp, Pseudomonas spp, Proteus spp e Escherichia coli – esta é a bactéria é a maior causadora de infecções em cadela e grande propagadora de resistência aos antimicrobianos.

Mas como saber se o cachorro está com infecção urinária?
A infecção urinária em cães pode ser silenciosa. Por isso, precisamos estar atentos às manifestações da doença, para que esta seja diagnosticada o quanto antes e, assim, não desenvolva maiores complicações.

Fique atento caso o cachorro apresente dor ou incômodo ao urinar, se há aumento e redução no volume diário de urina, se existe alteração de cor e cheiro do xixi, se há respingos de xixi pela casa ou mudança do local onde o pet costuma urinar.

O cachorro ainda pode apresentar sintomas como falta de apetite, sede excessiva, desânimo ou fraqueza.

O diagnóstico precisa ser feito por um médico veterinário
Ao notar qualquer sintoma que indique infecção urinária, procure o médico veterinário. Somente um especialista poderá fornecer o diagnóstico e o tratamento adequado.

Para diagnosticar a doença é preciso fazer exames laboratoriais, como de sangue e urina, além de urocultura e ultrassonografia abdominal.

Entenda como tratar a infecção urinária em cachorros
Dado o diagnóstico, o médico veterinário irá prescrever o tratamento adequado ao pet, como o uso de antibióticos, anti-inflamatórios, antifúngicos e analgésicos.

O tratamento ainda pode incluir processos mais complexos, caso haja a presença de cálculos renais, sendo necessário procedimentos como cirurgia ou desobstrução através de sonda.

Nenhum medicamento deve ser oferecido ao pet sem consentimento médico.

A prevenção é o melhor remédio
Agora que já sabemos as causas, sintomas e tratamentos para infecção urinária em cachorro, vem a pergunta: é possível prevenir a contração da doença? Sim!

Estimular a ingestão de água fresca e potável é um grande feito pelo tutor, que deve deixar recipientes pela casa sempre disponíveis, fazendo sempre a manutenção destes, mantendo-os limpos e com água fresca.

Mantenha a higiene do pet em dia, com banhos e limpezas nas regiões genitais. O ambiente em que ele vive também precisa estar sempre limpo.

Certificar-se que o pet está fazendo xixi regularmente é necessário. Procure sair sempre que possível com o seu pet para urinar na rua, caso seja esta a sua rotina, e mantenha o banheiro do pet em casa sempre limpo e disponível para que ele faça suas necessidades.

Não deixe de fazer check ups regularmente com o médico veterinário e evite complicações futuras.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br