quinta-feira, 30 maio 2024
- Publicidade -
15.6 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Os 6 melhores filmes de todos os tempos, segundo 1600 críticos

O mundo é feito de filmes bons e ruins, mas é claro que não gostaríamos de perder tempo assistindo aos que não merecem nossa atenção. Foi pensando nisso que Sight and Sound, influente publicação britânica de cinema, fez um levantamento com nada menos do que 1600 críticos da sétima arte em todo o mundo. 

 

6. 2001 – Uma Odisseia no Espaço (Reino Unido, 1968) 

(Fonte: MGM/Reprodução)(Fonte: MGM/Reprodução)

Um dos filmes mais emblemáticos da carreira de Stanley Kubrick, 2001 – Uma Odisseia no Espaço foi lançado em 1968. O longa-metragem acompanhe uma equipe de astronautas no século XXI, liderados por David Bowman, enviados a Júpiter para investigar um monólito encontrado na nave Discovery, controlada pelo computador HAL 9000.

5. Amor à Flor da Pele (Hong Kong, 2000)

(Fonte: Block 2 Pictures/Reprodução)(Fonte: Block 2 Pictures/Reprodução)

O diretor Wong Kar Wai é conhecido pela estética de seus filmes, mas em Amor à Flor da Pele ele foi além, criando sua obra-prima. O longa-metragem é uma história de amor comovente, uma visão sobre as dores do desejo reprimido. Chow e Li-Zhen passam muito tempos juntos, a ponto de notar que seus parceiros estão tendo um caso.

4. Era uma Vez em Tóquio (Japão, 1953)

(Fonte: Shochiku/Reprodução)(Fonte: Shochiku/Reprodução)

Era uma Vez em Tóquio conta a história de um casal de idosos que deixa sua filha no campo e parte para Tóquio, onde pretendem visitar os demais filhos. Acontece que a relação é fria, já que os filhos recebem seus pais com indiferença. A única pessoa que parece ter sentimentos pela dupla é uma das noras, que perdeu o marido na guerra.

3. Cidadão Kane (EUA, 1941)

(Fonte: RKO Radio Pictures/Reprodução)(Fonte: RKO Radio Pictures/Reprodução)

A história do fictício magnata da notícia, Charles Foster Kane, é um clássico, a estreia de Orson Welles na direção, com apenas 26 anos de idade. Cidadão Kane acompanha os jornalistas, após a morte do empresário, que tentam entender qual era o significado da última palavra que havia pronunciado antes de sua morte.

2. Um Corpo que Cai (EUA, 1958) 

(Fonte: Alfred J. Hitchcock Productions/Reprodução)(Fonte: Alfred J. Hitchcock Productions/Reprodução)

Alfred Hitchcock é um gênio do cinema, e Um Corpo que Cai é uma de suas grandes obras. O filme acompanha o detetive Scottie Ferguson, contratado para seguir a esposa de um velho conhecido, Madeleine Elster.

1. Jeanne Dielman (França, 1975)

(Fonte: Paradise Films/Reprodução)(Fonte: Paradise Films/Reprodução)

Chamado por críticos de “épico do cinema experimental”, Jeanne Dielman, da diretora Chantal Akerman, oferece uma perspectiva feminina e feminista sobre eventos recorrentes da vida cotidiana. O longa-metragem acompanha três dias na vida da protagonista que dá nome ao filme, uma mulher ainda jovem, mas viúva, que mora com seu filho adolescente.

A rotina tediosa deles é quebrada nos instantes em que Jeanne se prostitui ocasionalmente, criando um cenário de sufocamento pela rotina e pelos anseios masculinos sobre a personagem. A obra é conduzida até uma situação limítrofe, criando um clássico do cinema, cuja trama contém discussões ainda pertinentes.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br