sexta-feira, 14 junho 2024
- Publicidade -
Dengue
35.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Conheça 9 dos animais mais perigosos que vivem no Brasil

 

O Brasil tem uma das faunas mais ricas do mundo. Segundo dados do Relatório Nacional sobre a Biodiversidade, o país possui cerca de 100 mil espécies de animais, entre vertebrados e invertebrados.

Dentre essas espécies, há aquelas que são super fofas e carismáticas, que não nos oferecem perigo algum, como a exemplo do golfinho e a preguiça. Mas há aquelas que são perigosíssimas, representando risco à nossa vida. Na lista de hoje, você vai conhecer os nove animais mais perigos que vivem no Brasil.

 

1. Jararacuçu

A jararacuçu é responsável por 90% dos casos de envenenamento por animais no país. A picada do animal causa muita dor e um sério inchaço no local, além de desenvolver bolhas e hemorragia na parte picada.

 

O animal pode ser encontrado desde a Bahia até Santa Catarina, além também de ser encontrada nos países vizinhos, como o Paraguai, Bolívia e Argentina. Ela também é conhecida como surucucu, surucucu-dourada, surucucu-tapete, urutu-dourado e urutu-estrela.

2. Cascavel

A picada de cascavel causa mais letalidade do que a da jararacuçu, pois os sintomas da picada evoluem frequentemente para a Insuficiência Renal Aguda (IRA).

Normalmente, a parte picada não apresenta uma lesão evidente, apenas uma sensação de formigamento. No entanto, a vítima começa a ter dificuldade para abrir os olhos, apresenta aspecto sonolento, visão turva ou duplicada, dor muscular pelo corpo todo e urina avermelhada.

 

3. Surucucu

Quando picada pela surucucu, a vítima normalmente apresenta inchaço no local da picada, hemorragia e dor intensa. Além disso, ela ainda pode ter diarreia e alteração nos batimentos cardíacos.

4. Coral-vermelha

Outro animal perigoso que vive no Brasil é a coral-vermelha. O animal possui o veneno mais potente do país, e os acidentes com ele normalmente são graves. A vítima pode apresentar crise respiratória aguda e morrer.

Na parte picada, haverá uma pequena reação, e a vítima começará a ter visão dupla, dificuldade de ficar de olho aberto e ainda dificuldade para engolir. Vale notar, no entanto, que as cobras corais não são agressivas de uma forma geral.

 

5. Aranha-marrom

Quando picada pela aranha-marrom, a vítima perceberá uma enorme ferida no local e somente sentirá dor, similar a de uma queimadura, horas depois do acidente.

O local da picada fica inchado e a ferida demora a cicatrizar. A vítima pode também apresentar um mal-estar geral, náuseas, febre e começar a urina com cor escura.

As aranhas-marrons são muito comuns no Paraná. A maioria dos acidentes com o animal acontece quando a vítima vai se vestir ou enquanto dorme e aperta a aranha contra a pele.

 

6. Aranha-armadeira

O animal é encontrado em bananeiras, folhagens, madeiras e pedras empilhadas, e só ataca a vítima quando se sente ameaçado.

Quando picada, a vítima sente uma grande dor, começa a salivar, ter náuseas, tremores e a suar muito. Embora possa parecer grave, é muito raro que uma picada da aranha-armadeira termine em morte.

7. Viúva-negra

As viúvas-negras são animais perigosíssimos. Apesar de pequenas, seu veneno é superpoderoso. Elas são encontradas nas vegetações de praia, nas restingas e até em áreas urbanas.

 

Quando picada, a vítima pode sentir angústia, agitação, excitação, confusão mental, dores, contrações musculares, rigidez no abdômen, alterações na pressão arterial e nos batimentos cardíacos. Algumas também apresentam dor muito forte na parte picada e uma sudorese intensa.

8. Escorpião-amarelo

Embora sejam pequenos, os escorpiões são animas perigosos, já que ocasionam graves acidentes. Para se ter uma ideia, se a vítima for uma criança menor de sete anos, o risco de mortalidade é alto.

No local da picada, a vítima pode sentir uma dor de moderada a muito intensa e começar a suar muito. Além disso, a temperatura corporal abaixa, a pressão arterial sobe, e a vítima começa a salivar e sentir náuseas. Há ainda tremores, convulsões, alterações cardíacas, insuficiência respiratória e vômitos.

 

9. Jacaré-açu

O último da lista dos animais perigosos que vivem no Brasil é o jacaré-açu. O animal vive na Amazônia e o seu corpo pode chegar a medir até seis metros de largura. Ele apresenta uma coloração preta quase sempre uniforme e está entre os maiores crocodilos do mundo.

O jacaré-açu é um excelente nadador, um caçador implacável, muito inteligente e possui mandíbulas poderosas. A sua alimentação inclui desde pequenos mamíferos, aves e peixes até animais de grande porte, como a exemplo dos veados, macacos, capivaras e javalis.

 

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Pista Segura: Sinfra-MT acelera obras de contenção no paredão da Serra de Deciolândia

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT)...

Polícia Civil prende acusado de abusar de criança de 6 anos em Tangará

A Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Regional de...

NOVA OLÍMPIA: CARNÊS DO IPTU 2024 ESTÃO SENDO PREPARADOS PARA SEREM ENTREGUES

 A prefeitura de Municipal de Nova Olímpia, através do...

5 dicas sobre o que fazer caso sofra o ataque de um cão feroz

Nos últimos anos, houve um aumento significativo no número...
Feito com muito 💜 por go7.com.br