segunda-feira, 22 abril 2024
- Publicidade -
23.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

19 palavras em francês que falamos todo dia e não percebemos

Muitas palavras que usamos no nosso dia a dia, não são da língua portuguesa, mas sim de origem francesa, mas acabamos nem percebendo isso

A língua portuguesa é repleta de palavras e expressões únicas, estimativas sugerem que temos cerca de 300 mil palavras na nossa língua nativa. Contudo, apesar de tantas palavras existentes, não estamos livres de aderir a palavras de outros idiomas no nosso dia a dia.

O mais legal disso tudo é que palavras de outros idiomas, acabam sendo incorporadas pela imigração de pessoas de outros países para cá, tendências de cultura e consequentemente o avanço das tecnologias, que nos permite ter acesso mais facilitado às informações ao redor do mundo.

Um exemplo disso são as várias palavras em francês que são utilizadas no Brasil, que fazem parte do nosso vocabulário, e o mais interessante é que nem percebemos que essas palavras não são originárias da língua portuguesa, mas sim, de origem francesa.

Caso você seja uma pessoa que goste de ter percepção sobre os idiomas e consequentemente compreender as influências na nossa língua, nós vamos conhecer 19 palavras em francês que falamos diariamente e não damos conta que são de origem francesa.

A importância de outras línguas no nosso vocabulário

A presença de estrangeirismos no vocabulário é fundamental para enriquecer a língua e refletir a globalização cultural. Essas influências proporcionam uma comunicação mais eficiente em um mundo interconectado, facilitando a troca de ideias e a expressão de conceitos específicos.

Além disso, a adoção de termos estrangeiros contribui para a inovação linguística, permitindo que a língua acompanhe avanços em diversos campos, como tecnologia, ciência e arte. No entanto, é crucial manter um equilíbrio consciente para preservar a identidade linguística e cultural, garantindo que a incorporação de estrangeirismos ocorra de maneira harmoniosa e enriquecedora.

Palavras em francês que falamos todos os dias

No Brasil, absorvemos palavras francesas que passaram por adaptações em sua escrita, pronúncia ou significado. Algumas dessas nuances revelam curiosidades linguísticas que vale a pena explorar.

  1. Sutiã: Em francês, conhecido como “un soutien-gorge,” a palavra sofreu uma simplificação em sua forma no Brasil.
  2. Batom: A tradução literal, “rouge à lèvres,” destaca a diferença entre o termo francês e sua versão mais concisa em português.
  3. Boné: A palavra francesa “une casquette” distingue-se da brasileira, que adota “boné” para a peça, reservando “un bonnet” para um gorro de inverno.
  4. Cachecol: De origem francesa “cache-col,” a palavra brasileira difere do francês, onde a peça é chamada de “écharpe.”
  5. Bijuteria: Derivada de “bijouterie” em francês, no Brasil, o termo representa lojas de joias, enquanto em francês significa joalheria.
  6. Maiô: Para referir-se a essa peça de banho no verão, utilizamos “maillot de bain,” enquanto “maillot” em francês refere-se a camisetas esportivas.
  7. Nécessaire: A bolsa de viagem para itens de beleza mantém sua nomenclatura “nécessaire” em ambas as línguas.
  8. Maquiagem: Enquanto “maquillage” possui semelhanças, a pronúncia e o final da palavra diferem, sendo “maquiagem” em português.
  9. Lingerie: Com uso idêntico em ambas as línguas, “lingerie” refere-se à roupa íntima usada por baixo das roupas.
  10. Boutique: Embora compartilhe a grafia, “boutique” no Brasil frequentemente denota lojas mais refinadas, enquanto em francês significa simplesmente “loja.”
  11. Chique: Adjetivo que em ambas as línguas mantém significado similar de elegância e requinte.
  12. Pochete: No Brasil, “pochete” refere-se a uma bolsa pequena, enquanto em francês, “sac banane” é utilizado para a bolsa usada transversalmente.
  13. Vitrine: A palavra usada para o mostruário de uma loja é “vitrine” tanto em francês quanto no Brasil.
  14. Degradê: A tendência de cores, conhecida como “dégradé” em francês, mantém sua essência na língua portuguesa.
  15. Petit gâteau: A sobremesa conhecida como “petit gâteau” no Brasil tem sua versão francesa chamada “fondant au chocolat.”
  16. Bufê: A palavra “bufê” mantém sua grafia e pronúncia semelhantes a “buffet” em francês.
  17. Garçom: Um equívoco comum, pois “garçom” em francês é “serveur,” enquanto “garçon” significa “menino.”
  18. Couvert: Ao contrário do Brasil, em francês, “couvert” refere-se aos talheres, não a uma taxa cobrada em restaurantes.
  19. Abajur: Similar em ambas as línguas, embora “abat-jour” em francês se refira apenas à parte superior da luminária.
- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Custo para produzir milho em Mato Grosso atinge cerca de R$ 3,3 mil por hectare

Conteúdo/ODOC – O custo da produção do milho alta tecnologia...

Número de denúncias de violência contra idosos cresce em 2024

O vídeo de uma mulher tentando sacar um empréstimo...

WhatsApp GB: navegando pelos prós e contras

O WhatsApp GB tornou-se popular por oferecer mais recursos...
Feito com muito 💜 por go7.com.br