quinta-feira, 22 fevereiro 2024
- Publicidade -
Banner Topo
28.6 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

MT confirma 74 casos da nova varíola; 28 são investigados

 

Mato Grosso já registra 74 casos positivos da varíola dos macacos ou nova varíola. Entre os sintomas mais comuns estão lesões na pele, íngua, febre, dores pelo corpo, dor de cabeça, calafrio e fraqueza. Dos 183 casos registrados, 80 foram descartados e 28 estão sendo investigados, de acordo com os dados divulgados pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) nesta quinta-feira, 29 de setembro.

Dos casos confirmados, 43 são de Cuiabá, seguido por Várzea Grande com 13, Tangará da Serra com quatro, Campo Novo do Parecis com três, Barra do Garças dois e Sinop também com dois. Cáceres, Campo Verde, Sorriso, Rondonópolis, Sapezal, e Nova Xavantina registraram 1 caso.

Com relação aos casos suspeitos, Cuiabá investiga dez, seguido por Sapezal (4), Querência (4), Várzea Grande (2), Campo Novo do Parecis (1), Barra do Garças (1), Sinop (1), Nova Xavantina (1), Água Boa (1) e Tapurah (1). No boletim, um município sem identificação aparece com um caso confirmado e outros dois como suspeito.

A incidência por 100 mil habitantes é de 2,12 e a média de idade entre os pacientes é de 28,63. Apenas 7,02% dos casos positivos são de mulheres, enquanto que 93,15% são de homens. Quanto ao perfil desses pacientes, 25,14% possuem educação superior completa. A maioria deles são da raça parda (91 casos), seguido de brancos (55 casos).

Com relação ao Brasil, segundo o Ministério da Saúde, 7.687 casos foram confirmados até esta quarta-feira, 28. São Paulo é o estado com mais casos, cerca de 3.673. Seguido do Rio de Janeiro com 1.026 e Minas Gerais com 491. Duas pessoas já doeram vítimas da doença no país.

A DOENÇA – De acordo com o Ministério da Saúde, a transmissão da doença para humanos ocorre por meio do contato com animal silvestre (roedores) infectados, pessoas infectadas pelo vírus e materiais contaminados.

O intervalo de tempo entre o primeiro contato com o vírus até o início dos sinais e sintomas da monkeypox (período de incubação) é tipicamente de 3 a 16 dias, mas pode chegar a 21 dias.

Após a manifestação de sintomas como erupções na pele, o período em que as crostas desaparecem, a pessoa doente deixa de transmitir o vírus a outras pessoas. As erupções na pele geralmente começam dentro de um a três dias após o início da febre, mas às vezes, podem aparecer antes da febre. As lesões podem ser planas ou levemente elevadas, preenchidas com líquido claro ou amarelado, podendo formar crostas, que secam e caem.

Se você achar que tem sintomas compatíveis de monkeypox, procure uma unidade de saúde para avaliação e informe se você teve contato próximo com alguém com suspeita ou confirmação da doença. Se possível, isole-se e evite contato próximo com outras pessoas. Higienize as mãos regularmente e siga as orientações para proteger outras pessoas da infecção.

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Desmatamento na Amazônia cai 60% em janeiro de 2024

O desmatamento na floresta amazônica caiu 60% em janeiro deste ano, chegando ao...

Bandido que agrediu vítima ao roubar bicicleta é preso pela PJC de Tangará

A Polícia Judiciária Civil por meio da Delegacia Especializada...

Concursos públicos municipais pagam até R$ 18 mil em MT

Concursos públicos e seletivos com inscrições abertas em Mato...
Feito com muito 💜 por go7.com.br