segunda-feira, 24 junho 2024
- Publicidade -
Dengue
22 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Homem engravida a filha 2 vezes; abusos começaram aos 13 anos

 
 
 
 

Um homem de 54 anos foi preso nesta quarta-feira (21) investigado por estuprar e engravidar duas vezes a filha, de 21, no Município de Novo Mundo. Os abusos começaram quando ela ainda tinha 13 anos.

Segundo a Polícia Civil, o agressor começou com toques lascivos ao corpo da vítima que foram evoluindo com o tempo. Ela era ameaçada com castigos físicos caso contasse a alguém sobre o crime.

Quando tinha 17 anos, aconteceu o primeiro estupro com penetração. Conforme a vítima, o pai aproveitou uma situação em que ficou a sós com ela e a forçou.

Em algumas situações o homem esperava todos da casa dormirem para “visitar” o quarto da filha. Em outras, ele inventava desculpas para que ela o acompanhasse a algum lugar, a arrastava para o mato e, novamente, a estuprava.

À Polícia a jovem relatou que era obrigada a dormir de saia ou vestido e, caso desobedecesse era agredida com tapas, puxões de cabelo e até com correntes.

Além das violências físicas, a vítima era psicologicamente violentada e passava por inúmeras privações, desde não poder namorar a não conversar com os próprios irmãos.

Ao completar 18 anos ela descobriu como utilizar métodos contraceptivos, mas foi impedida de empregá-los pelo pai.

A garota teve uma criança e está grávida de um segundo filho, ambos do pai, segundo ela. 

A jovem não era permitida a ter senha em seu celular e, quando o pai descobriu que ela havia salvado o número da Polícia, tentou quebrar o aparelho.

Conforme o delegado Lucas Lelis, de Guarantã do Norte, a comunidade em que ela morava sabia sobre o crime. “Era de conhecimento da comunidade, mas ninguém procurou nenhum órgão, seja policial ou de assistência, para denunciar os fatos”, afirmou.

Incentivo, fuga e denúncia

Recentemente a jovem começou a namorar com um rapaz com quem se correspondia por uma rede social. O pai, que sempre foi muito “ciumento” com ela, descobriu, quebrou seu celular e a proibiu de falar com ele.

A vítima contou ao namorado sobre os abusos e ele a encorajou a denunciar o pai à polícia.

Durante uma das ameaças, segundo a jovem, o pai disse à vítima que, se fosse preso, após sair da cadeia a mataria e iria “fazer o regaço”.

No dia 14 de setembro, dois dias após ter sido violentada, a jovem conseguiu fugir e buscar ajuda, dando início à investigação policial. Foram requisitados exames periciais que serão anexados ao inquérito policial.

O mandado de prisão deferido pelo juízo da Comarca de Guarantã do Norte e foi cumprido durante a madrugada, na comunidade rural em que vítima e agressor viviam juntos.

“A equipe da delegacia se empenhou para solucionar este crime e, com a prisão do autor, dar uma resposta à vítima […]. Além disso, a investigação dá uma resposta de que não há impunidade para esse tipo de delito e estimula outras vítimas a denunciarem abusos sexuais”, afirmou.             

 

A Polícia Civil solicitou o acompanhamento assistencial e psicológico para a vítima.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Veículo adulterado e com registro de furto é recuperado pela PM em Arenápolis 

A Polícia Militar recuperou um veículo nesta ultima sexta-feira,...

Jogos hoje (23/06/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...
Feito com muito 💜 por go7.com.br