sexta-feira, 14 junho 2024
- Publicidade -
35.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Criminosos que planejaram fuga em massa da PCE são alvos da Operação

 
 
 
 

Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) deflagrou na manhã desta quarta-feira (25), a Operação Armadilo, que tem como objetivo cumprir 21 ordens judiciais contra uma organização criminosa que construiu um túnel próximo da Penitenciária Central do Estado (PCE) visando à fuga em massa dos presos em setembro de 2021.

Conforme a assessoria da Polícia Civil, o túnel estava sendo construído dentro de uma casa, no Jardim Industriário e já estava com 40 metros de profundidade, rumo à PCE.  Agora, as equipes cumprem 12 mandados de busca e apreensão, além de sequestro de imóvel nas cidades de Cuiabá, Rondonópolis, Salvador, na Bahia e Oeiras, no Piauí.

Além disso, 8 pessoas foram identificadas por envolvimento no planejamento e execução do plano. Eles participaram da logística do plano, recrutamento de trabalhadores – já presos anteriormente – que participaram da escavação. Entre os alvos, está um engenheiro de Rondonópolis.

Conforme o delegado Frederico Murta, a casa usada como base para a escavação foi sequestrada judicialmente. Já o titular da GCCO, Gustavo Belão, afirmou que o trabalho da polícia conseguiu identificar todos os envolvidos no crime, como é o caso do engenheiro responsável pelo projeto do túnel.

“O trabalho de inteligência e apoio de outros órgãos também resultaram na descoberta do túnel durante a escavação evitando, assim, uma fuga em massa de presos da maior penitenciária do estado de Mato Grosso”, reforçou o delegado.

Denúncia ajudou flagrante

Denúncias anônimas levaram as equipes da GCCO até o local e foi na tarde de 13 de setembro que o flagrante foi dado. No local, foram encontradas 12 pessoas, entre elas 3 menores de idades. Todos os envolvidos são do estado do Piauí. A casa fica cerca de 200 metros da PCE.

Conforme a polícia, na casa foi encontrada maquinas para bombeamento de água e retirada de terra. Entre os equipamentos, foi apreendido um aparelho de GPS que tinha como coordenada geográfica um dos pavilhões da cadeia.

Nome da Operação

 

Armadillo significa tatu em espanhol. Além das equipes da GCCO, participaram da operação Armadillo equipes da Gerência de Operações Especiais, da Delegacia Regional de Rondonópolis, da Polícia Civil da Bahia e da Delegacia do município de Oeiras, no Piauí. (Com assessoria)

 

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Pista Segura: Sinfra-MT acelera obras de contenção no paredão da Serra de Deciolândia

A Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT)...

Polícia Civil prende acusado de abusar de criança de 6 anos em Tangará

A Polícia Judiciária Civil, através da Delegacia Regional de...

NOVA OLÍMPIA: CARNÊS DO IPTU 2024 ESTÃO SENDO PREPARADOS PARA SEREM ENTREGUES

 A prefeitura de Municipal de Nova Olímpia, através do...

5 dicas sobre o que fazer caso sofra o ataque de um cão feroz

Nos últimos anos, houve um aumento significativo no número...
Feito com muito 💜 por go7.com.br