quinta-feira, 13 junho 2024
- Publicidade -
20.9 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Saldo na geração de emprego formal em MT continua positivo, avalia CDL

 

Os dados sobre geração de emprego do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério da Economia divulgados recentemente foram analisados pelo Núcleo de Inteligência de Mercado da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL Cuiabá), que constatou que, em Mato Grosso, no mês de agosto houveram 51.735 admissões, contra 47.592 demissões, ficando com um saldo positivo de 4.143, representado pelos segmentos de serviços (2.273), construção (1.455), comércio (1.268), indústria (-225) e agropecuária (-628).

No acumulado do ano, de janeiro a agosto, Mato Grosso gerou 413.894 admissões e teve 351.430 demissões. O saldo está positivo em 62.464 novos postos de trabalho. Se compararmos com o mesmo período do ano passado, o número tem mantido o mesmo nível de crescimento, já que até agosto de 2021 o saldo gerado foi de 62.245.

Os segmentos que representam o saldo positivo são: Serviços (24.179), Agropecuária (10.446), Comércio (10.411), Construção (8.999) e Indústria (8.429).
Já em relação a capital mato-grossense, o Núcleo de Inteligência de Mercado constatou que foram no mês de agosto 11.064 admissões e 9.606 demissões. Saldo de 1.458 novos postos de trabalho, representado pelos segmentos de Serviços (898), Comércio (203), Construção (281), Indústria (89) e Agropecuária (-13).

Os dados sobre o fechamento de janeiro a agosto revelaram que, em Cuiabá, foram 82.002 admissões e 69.889 demissões. Saldo de 12.113 novos postos de trabalho na capital. Assim como ocorrido no Estado, em Cuiabá em 2022 está semelhante a 2021, já que até agosto do ano passado o saldo foi fechado em 12.669.

Esse saldo é representado pelos segmentos de Serviços com 7.910, Construção (1.979), Comércio (1.504), Indústria (669) e agropecuária (51).

Para o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja, os dados são importantes para a economia, já que desde 2021 praticamente todos os meses fecharam com saldos positivos de empregos formais gerados.

“Com renda nos lares, a economia tende a girar sempre de forma positiva, por isso a importância em gerar cada vez mais empregos e Mato Grosso tem sido campeão neste quesito, já que é um dos Estado com melhor desempenho na geração de empregos, inclusive volto a dizer que este resultado poderia ser ainda melhor, já que existem vagas que não estão sendo preenchidas devido à falta de mão-de-obra qualificada”, avaliou o superintendente.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br