sábado, 22 junho 2024
- Publicidade -
26 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Renda dos trabalhadores da agropecuária foi a que mais cresceu nos últimos dez anos

O setor da agropecuária foi o que obteve maior crescimento da renda média do trabalho no Brasil nos últimos dez anos, de acordo com os dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

A PNAD Contínua visa a acompanhar as flutuações trimestrais e a evolução, no curto, médio e longo prazos, da força de trabalho e outras informações necessárias para o estudo do desenvolvimento socioeconômico do país.

As atividades de agricultura, pecuária, produção florestal, pesca e aquicultura apresentaram crescimento de 12,7% no rendimento médio real da população ocupada, estimado no segundo trimestre de 2022 no comparativo com os dados do segundo trimestre de 2013.

Em 2013, o rendimento médio era de R$ 1,5 mil. Já no segundo trimestre de 2022, o rendimento médio real foi estimado em R$ 1.690 nas atividades ligadas ao setor da agropecuária. Essa alta ao longo da última década, contudo, não foi registrada em setores como indústria, serviços e construção, por exemplo. Veja o comparativo aqui.

Para o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), Oswaldo Pereira Ribeiro Júnior, os dados demonstram como o setor ficou mais produtivo e eficiente com a incorporação de tecnologia nos negócios observada em grande parte das regiões produtoras do Brasil.

“O setor agropecuário vem demonstrando toda sua pujança e força como mola propulsora do país, principalmente nos últimos dez anos. A utilização da alta tecnologia em todos os setores do agronegócio impulsionou o aumento da produtividade, gerando maior renda para o setor e criação de mais empregos”, disse.

Além da tecnologia, ainda segundo Oswaldo, a variação positiva da renda no campo está associada também à valorização das commodities agrícolas. “Com o aumento da necessidade mundial e do preço das commodities, os produtores puderam reinvestir em seus negócios, mostrando para o mundo que o Brasil vai continuar a ser um grande fornecedor de alimentos, principalmente em tempos de pós-pandemia e guerra da Ucrânia”, afirmou.

A expectativa é de que o cenário positivo se mantenha, principalmente em Mato Grosso. “Como o maior produtor agropecuário nacional, detentor da maior porcentagem do Valor Bruto da Produção Agropecuária, Mato Grosso vem apresentando um crescimento impressionante, somente comparado com o vivenciado pela China anos atrás”, finalizou o presidente da Acrimat.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Jogos hoje (22/06/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

Prefeitura Municipal de Arenápolis entrega reforma da ESF Campina

A Prefeitura Municipal por meio da Secretaria Municipal de...

Estuprador é preso em flagrante em Tangará da Serra

A Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) prendeu...
Feito com muito 💜 por go7.com.br