quarta-feira, 29 maio 2024
- Publicidade -
15.6 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Oito cuidados que você deve ter com seu pet durante ondas de calor

O verão ainda nem chegou, mas o Brasil vem experimentando recordes de calor. Quase todos os estados brasileiros registraram temperaturas bastante altas neste mês de novembro, com diversas cidades enfrentando até 40°C. Todos sentem na pele os efeitos do calor excessivo e, assim como os humanos, os pets também podem sofrer com as altas temperaturas, que podem levar a problemas de saúde, como desidratação e hipertermia.

O verão ainda nem chegou, mas o Brasil vem experimentando recordes de calor. Quase todos os estados brasileiros registraram temperaturas bastante altas neste mês de novembro, com diversas cidades enfrentando até 40°C. Todos sentem na pele os efeitos do calor excessivo e, assim como os humanos, os pets também podem sofrer com as altas temperaturas, que podem levar a problemas de saúde, como desidratação e hipertermia.

Pensando nisso, Dora Awad, fundadora do Os Nossos, plataforma de serviços para pets, separou cinco dicas para ajudar os tutores a cuidarem dos seus animais de estimação durante essa época do ano.

Com a chegada do calor intenso, é fundamental que os tutores de animais de estimação redobrem a atenção e os cuidados com seus companheiros peludos. Assim como os humanos, os animais também podem sofrer com as altas temperaturas, e é responsabilidade dos donos garantir o bem-estar deles. Aqui estão algumas dicas essenciais para garantir que seu animal de estimação tenha um verão seguro e confortável:

1. Hidratação constante

Assim como os humanos, os animais precisam se manter hidratados para combater o calor. Certifique-se de que seu animal tenha água fresca e limpa disponível o tempo todo, mas atenção que a água não pode ficar exposta ao sol.Se estiver passeando com seu pet, leve uma garrafa de água e um recipiente para que ele possa se hidratar durante o passeio.

2. Não deixe o animal no carro

Nunca deixe seu animal de estimação dentro de um carro estacionado, mesmo que por um curto período de tempo. A temperatura interna do veículo pode subir rapidamente, colocando a vida  do seu pet em risco. Se precisar sair do carro, leve seu animal junto ou deixe-o em casa.

3. Evite passeios nos horários mais quentes

O chão quente pode queimar as patas do seu animal de estimação. Evite passear nos horários mais quentes do dia, optando por manhãs e noites, quando a temperatura é mais amena. Antes de sair, teste o pavimento com a parte de trás da sua mão. Se estiver muito quente para você, estará muito quente para as patas do seu pet.

4. Cuidado com os golpes de calor

Animais, especialmente cães, podem sofrer com golpes de calor. Fique atento aos sinais de superaquecimento, como respiração rápida, gengivas e língua mais escuras que o normal e fraqueza. Se notar algum desses sintomas, leve imediatamente seu pet para um local mais fresco e consulte um veterinário.

5. Ofereça sombra

Se seu animal de estimação fica ao ar livre, certifique-se de que ele tenha acesso a áreas sombreadas. Providencie abrigos como casinhas ou uma área coberta para que ele possa se proteger do sol intenso.

6. Cuidados com a pelagem

Escove regularmente a pelagem do seu animal para remover o excesso de pelos e ajudar na regulação térmica. Em algumas situações, pode ser apropriado cortar o pelo do bichano, mas consulte um veterinário antes de tomar essa decisão.

7. Resfriamento adicional

Forneça ao seu pet meios adicionais de resfriamento, como tapetes gelados, ventiladores e até mesmo banhos refrescantes, especialmente para cães que tendem a superaquecer.

8. Proteção contra parasitas

O calor muitas vezes traz consigo um aumento na atividade de parasitas, como pulgas e carrapatos. Tenha cuidado para que seu animal esteja protegido com produtos adequados e mantenha seu ambiente limpo.Ao seguir essas dicas simples, você estará garantindo que seu pet aproveite o verão com segurança e conforto. Lembre-se: a atenção extra durante os meses mais quentes faz toda a diferença no bem-estar do seu companheiro peludo.”O verão pode ser uma época difícil para os animais de estimação, mas com alguns cuidados simples é possível ajudá-los a enfrentar o calor com tranquilidade. É importante lembrar que cada animal é único, e as necessidades de cada um podem variar. Por isso, é fundamental consultar um médico veterinário para obter orientações específicas para o seu pet”, finaliza Awad.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br