quinta-feira, 18 abril 2024
- Publicidade -
Dengue
22.8 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Número de inadimplentes em Mato Grosso têm nova queda em novembro

 

Os dados apresentados pelo Núcleo de Inteligência de Mercado da CDL Cuiabá, junto ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), revelam que o número de inadimplentes em Mato Grosso caiu -0,45% na passagem de outubro para novembro. Na região Centro‐Oeste, na mesma base de comparação, a variação foi de aumento de 1,41% e o nacional de 1,12%. Quando comparada a quantidade total de devedores em novembro de 2022 com novembro de 2021, a região centro-oeste apresentou aumento de 6,08%, o nacional de 9,68% e Mato Grosso queda de -3,41%.

Sobre a abertura por faixa etária do devedor, o levantamento realizado mostra que os que tiveram participação mais expressiva em novembro no Estado foram os da faixa de 30 a 39 anos (26,35%). A participação dos devedores por sexo segue bem distribuída, sendo 54,01% homens e 45,99% mulheres.

Conforme o levantamento ainda, em novembro de 2022, cada consumidor negativado do Estado devia, em média, R$ 4.250,25 na soma de todas as dívidas. Os dados ainda mostram que 31,75% dos consumidores tinham dívidas de valor de até R$ 500, percentual que chega a 46,14% quando se fala de dívidas de até R$ 1.000. O tempo médio de atraso dos devedores negativados é igual a 25,4 meses, sendo que 33,45% deles possuem tempo de inadimplência entre 1 a 3 anos.

Evolução do número de dívidas

Na passagem de outubro para novembro, o número de dívidas em Mato Grosso cresceu 0,50%. Na região Centro‐Oeste, nessa mesma base de comparação, a variação foi de 2,46% e no nacional aumentou 2,06%. Já no fechamento de novembro de 2022 em relação a novembro de 2021, o número de dívidas em atraso de moradores de Mato Grosso cresceu 3,65%. O dado ficou abaixo da média da região Centro‐Oeste (15,08%) e abaixo da média nacional (19,65%).

O setor com maior número de dívidas em atraso é o dos bancos com 45,47%, seguido do comércio (29,02%), água e luz (13,46%), comunicação (4,27%) e outros (7,34%).

Cada consumidor inadimplente de Mato Grosso apresentou em média 2,068 dívidas em atraso. O número ficou acima da média da região Centro‐Oeste (2,065 dívidas por pessoa inadimplente) e acima da média nacional registrada no mês (1,999 dívidas para cada pessoa inadimplente).

Número de devedores

O SPC Brasil estima que em novembro de 2022 havia 65,53 milhões de consumidores pessoas físicas negativados no Brasil, o que representa 40,43% da população adulta do país. Já em Mato Grosso o número fica próximo a 1,087 milhões.

Conforme o superintendente da CDL Cuiabá, Fábio Granja, o número de inadimplentes em Mato Grosso continua elevado, “porém abaixo dos apresentados no ano passado e o principal, quando comparamos os números de 2022 do Estado com o cenário nacional, percebemos que Mato Grosso apresenta um cenário econômico melhor. Já vimos isso em termos de geração de empregos, em vendas e agora também na inadimplência”, afirma ele, acrescentando que, “de qualquer forma é importante ficarmos atentos para o fim de ano, já que é o principal período de vendas do varejo, por isso orientamos a população a consumir de forma sempre consciente, ou seja, elaborar um bom planejamento financeiro pessoal para minimizar o risco de ficar devendo e cair no Serviço de Proteção ao Crédito”.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

O Impacto da Patrulha Maria da Penha na Segurança das Mulheres em Nova Olímpia

Na tarde da última terça-feira dia (16), a secretária...

Quase 4 bilhões de pessoas correm risco de infecção pelo Aedes

Quase quatro bilhões de pessoas em todo o mundo...

MT reduz em 49% desmatamento de floresta nativa em 2023 em relação a 2022

Mato Grosso reduziu em 49% o desmatamento de floresta...
Feito com muito 💜 por go7.com.br