segunda-feira, 4 março 2024
- Publicidade -
Banner Topo
22.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

MT – Setor de serviços criou 40% das novas vagas formais no 1º semestre

O setor de serviços foi responsável por 40% das novas vagas de empregos formais – com carteira assinada -, geradas no primeiro semestre deste ano, em Mato Grosso. Foram 20 mil novas vagas com carteira assinada, de um total de 50 mil.

Os dados são do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os dados positivos também refletem em Cuiabá, que teve 6.187 novos postos de trabalho no setor de serviços, de um total de 9.311 novas vagas.

Em seguida, os setores que mais geraram emprego em Mato Grosso foram da agropecuária, com 9.545 vagas, do comércio, com 7.535 vagas, da indústria, com 6.560, e da construção civil, com 6.362.

A construção civil, apesar de ter tido um menor saldo de novos postos em comparação aos outros, teve uma maior variação até junho deste ano. O setor registrou crescimento de 14,61% na oferta de vagas, segundo análise do Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF/MT).

O presidente da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Mato Grosso (Fecomércio/MT), José Wenceslau de Souza Júnior, destacou a retomada do emprego, mesmo com cenário instável no País.

“Mato Grosso evidencia crescimento na renda e no emprego, proporcionando melhores desempenhos para todos os setores e o aumento do consumo das famílias. Esse panorama pode atrair mais investimentos para a região e fortalecer a economia do Estado”, disse.

Mato Grosso ficou em 9º lugar com maior número de novos empregos gerados no País, que já soma mais de 1,3 milhão de novas vagas de trabalho.

No Centro-Oeste, ficou atrás apenas de Goiás.

Em comparação com o mesmo período de 2021, o saldo dos empregos cresceu 12% no Estado. No primeiro semestre de 2021, eram 760 mil postos de trabalho e neste ano passa de 830 mil empregos formais.

EMPREGOS NA CAPITAL – Cuiabá teve 18,6% do saldo total de empregos gerados no período, com 1.551 novos empregos por mês.

O setor de serviços concentra o maior saldo de empregos também na Capital, com 6.187 novos postos de trabalho, seguido da construção civil com 1.416, e o comércio, com 1.124.

A indústria conta com 542 e a agropecuária, com saldo positivo de 42 empregos.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Salários menores e ascensão são desafios de mulheres na TI

Considerada uma das áreas mais promissoras da atualidade, com...

Jovens são sequestrados e mortos por membros de facção

Jakson Francisco de Souza, 19 e Ludinei Kennedy Paixão...

Monitoramento é prejudicado por qualidade e baixo efetivo

Por meio de sinal de celular e utilizando dois...

Biocombustíveis são fundamentais para a transição energética e MT é protagonista

Biocombustíveis têm papel fundamental na transição energética para uma...
Feito com muito 💜 por go7.com.br