sábado, 18 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
27.1 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Filme resgata a trajetória de Dante de Oliveira, o homem das Diretas Já

A trajetória do cuiabano que se tornou ícone nacional da luta pela democracia e pelos direitos sociais começa a ser resgatada durante as comemorações dos 40 anos das Diretas Já. O média-metragem “A primavera de Dante”, resgata a vida e a obra do grande democrata Dante de Oliveira, no primeiro episódio de uma trilogia que vai mostrar o trabalho incansável do líder estudantil, parlamentar estadual e federal, ministro da Reforma Agrária, prefeito de Cuiabá e governador do Estado.

O filme será exibido no próximo dia 6 de fevereiro, data de nascimento de Dante, às 19h no Teatro Zulmira Canavarros, da Assembleia Legislativa de Mato Grosso. Na ocasião, o deputado estadual e presidente do PSDB-MT, Carlos Avallone, autor do requerimento da sessão especial de exibição do filme, vai também homenagear personalidades com a entrega da Comenda Dante de Oliveira, uma das mais altas honrarias concedidas pelo Parlamento estadual. Receberão a comenda o presidente nacional do PSDB e ex-governador de Goiás, Marconi Perillo, a deputada federal Lídice da Mata (PSB/BA) e o ex-deputado federal Domingos Leonelli, autor do livro “Diretas Já: 15 meses que abalaram a ditadura”, escrito em co-autoria com Dante de Oliveira.

“Não se pode falar em democracia no Brasil sem relembrar e valorizar Dante de Oliveira, que protagonizou a luta pelas liberdades democráticas e as causas sociais. Tive a honra de ser amigo e trabalhar nas gestões transformadoras de Dante na prefeitura de Cuiabá e no governo do Estado e hoje estou feliz em homenageá-lo viabilizando esta importante produção cinematográfica através de uma emenda parlamentar”, destaca o deputado Carlos Avallone.

O média-metragem resgata a infância do menino Dante, a adolescência em Cuiabá, a mudança para o Rio de Janeiro para fazer faculdade de Engenharia, a militância estudantil no MR-8, a derrota na primeira disputa para vereador, a eleição para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso e a Câmara Federal, onde foi um dos principais protagonistas da memorável campanha das Diretas. Entre os depoimentos, a mãe de Dante, Maria Martins de Oliveira, a viúva e ex-deputadoa federal Thelma de Oliveira, os irmãos Armando, Inês e Yolanda, os amigos Guilherme e Frederico Muller, o médico Júlio Muller Neto e Aluísio Arruda, os historiadores João Antonio Lucidio e Luíza Volpato e o analista político João Edisom de Souza.

O filme é uma realização da Associação Mato-grossense de Inclusão Sociocultural/AMISCIM, Assembleia Legislativa e Secretaria Estadual de Cultura, Esporte e Lazer/Governo do Estado de Mato Grosso. Produção Executiva José Paulo Traven, Diretor Leonardo Sant’Ana. Vicenzo Zaleski, funcionário efetivo da TV Assembleia, dá vida ao personagem Dante de Oliveira.

O projeto “A primavera de Dante” foi realizado com recursos viabilizados por meio de emenda parlamentar indicada pelo deputado Carlos Avallone (PSDB/MT).

Diretas Já

Há 40 anos, o Brasil vivia a memorável campanha das Diretas Já, que reuniu lideranças políticas de vários partidos numa frente ampla pela redemocratização. A campanha colocou nos palanques personalidades como Ulysses Guimarães, Tancredo Neves, Fernando Henrique Cardoso, Luiz Inácio Lula da Silva, Teotônio Vilela, Leonel Brizola, Miguel Arraes, Geraldo Alckmin, Franco Montoro, Mário Covas e tantos outros. A partir de janeiro de 1984 a bandeira das Diretas tingiu o país de amarelo e se alastrou por todos os estados no maior movimento popular da história do Brasil.

Entre os protagonistas deste movimento histórico, o jovem deputado federal Dante de Oliveira brilha na cena política nacional como autor da emenda apresentada em março de 1983 e que pretendia devolver ao povo o direito de eleger o presidente da República. A última eleição direta para presidente havia ocorrido em 1960 — a população brasileira estava proibida de escolher o seu presidente há 23 anos.

Em votação histórica no dia 25 de abril, a emenda obteve 298 votos, 22 a menos que os 320 necessários para atingir o quórum de dois terços e ser encaminhada ao Senado. A emenda não passou, mas a campanha já tinha atingido seus objetivos: o país se levantou com Dante de Oliveira para dizer não à ditadura militar e sim ao futuro democrático.

A redemocratização culminou com a eleição em 1985 do mineiro Tancredo Neves no Colégio Eleitoral, que faleceu na véspera da posse e foi substituído pelo vice, José Sarney. As eleições diretas para presidente só seriam restabelecidas pela Constituinte de 1988. O primeiro presidente eleito diretamente pelo povo brasileiro foi Fernando Collor de Mello, em 1989. Em 1992, ele renunciou enquanto respondia a um processo de impeachment aprovado pelo Senado.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

5 benefícios do chá de canela para a saúde

A canela, um ingrediente presente na culinária há séculos,...

Jogos hoje (18/05/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

Em vídeo, cantor Zezé Di Camargo enaltece segurança e policiais de MT

Em vídeo, o cantor Zezé Di Camargo prestou breve...
Feito com muito 💜 por go7.com.br