terça-feira, 16 abril 2024
- Publicidade -
27.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Evento discutirá no dia 27 demandas regionais para logística de transportes

Prefeitura de Tangará da Serra e Agenda Regional Oeste (ARO) promovem na próxima segunda-feira (27.11) o evento “Diálogos Multimodais” (imagem acima) para discutir as demandas de logística de transporte da macrorregião Oeste-Sudoeste de Mato Grosso.

O evento é aberto ao público e inicia às 08h00, no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra. Terá formato mesa-redonda e contará com representantes dos poderes públicos e dos setores empresariais de Tangará da Serra e Cáceres, além de representantes do governo estadual, Assembleia Legislativa de Mato Grosso e do Congresso Nacional.

A organização e coordenação do evento é da Secretaria Municipal de Indústria, Comércio e Serviços (SICS), através do titular da pasta, Silvio José Sommavilla, em conjunto com a ARO.

Segundo o coordenador local da ARO, engenheiro civil e especialista em logística Silvio Tupinambá, o evento tem por objetivo elencar as demandas da região em logística de transportes, apresentar soluções e fazer os encaminhamentos. “A macrorregião Oeste-Sudoeste precisa se conectar não apenas com a capital, Cuiabá, mas também com os corredores de exportação através da intermodalidade, numa conexão entre os modais rodoviário, ferroviário e hidroviário”, explica o especialista. Tupinambá cita como exemplo de corredor de exportação o modal hidroviário, representado na região pela Hidrovia do Rio Paraguai.

O evento terá palestras de especialistas e três séries de diálogos intermediados pelo consultor e representante da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Ricardo Arioli. No primeiro, serão elencadas as demandas através dos prefeitos de Tangará da Serra, Vander Masson, e de Cáceres, Eliene Liberatto, e de representantes do setor empresarial das duas cidades.

No segundo diálogo, a partir das demandas elencadas, os especialistas da Agenda Regional Oeste (ARO) – engenheiros civis Adílson Domingos dos Reis (Cáceres) e Sílvio Tupinambá Fernandes de Sá (Tangará da Serra) – e o presidente do Fórum Pró-Ferrovia, Francisco Vuolo, apontarão as soluções para estas demandas.

Hidrovia Paraguai-Paraná será importante corredor de exportação para Mato Grosso.

Já no terceiro e último diálogo da série, os agentes políticos presentes – Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Cezar Miranda, e os senadores Margareth Buzetti, Jayme Campos e Wellington Fagundes, falarão sobre as medidas a serem adotadas pelos poderes públicos estadual e federal para o atendimento dessas demandas, de acordo com as demandas e soluções apontadas pelos especialistas.

Contexto

A macrorregião Oeste-Sudoeste é formada, no Oeste, por 19 municípios tendo como polo a cidade de Cáceres, e no Sudoeste, por outros 19 municípios polarizados pela cidade de Tangará da Serra.

São 38 municípios que, juntos, somam um Produto Interno Bruto (PIB) de aproximadamente R$ 30 bilhões, número será atualizado assim que o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – atualizar o PIB dos municípios, com dados de 2021, onde Mato Grosso aparece com uma variação média de crescimento anual de 4,5%, segundo o próprio órgão federal.

A macrorregião Oeste-Sudoeste soma algo em torno de 700 mil habitantes e 450 mil eleitores, ou seja, 18% da população mato-grossense e, também, 18% do eleitorado de Mato Grosso.

A economia da região de referência está embasada na Agropecuária, mas tem grande potencial para mineração, além de um forte setor de comércio e serviços. A indústria, porém, precisa crescer para agregar valor à produção em escala. Nesse particular, a ZPE – Zona de Processamento de Exportação de Cáceres – que deverá entrar em operação ainda esse ano, estará na vanguarda.

Segundo o secretário Silvio José Sommavilla, as demandas econômicas e de logística da região se referem, especialmente, à geração de empregos, agregação de valor à produção e nos transportes. “Buscamos conquistar a multimodalidade, unindo num sistema integrado os modais rodoviário, hidroviário e ferroviário para transporte e escoamento das nossas produções agropecuária, industrial, mineral, silviculturais e cargas em geral,  além do processamento industrial. Com uma logística condizente movimentando essas cadeias de suprimentos, criaremos oportunidades de negócios e ampliaremos a oferta de empregos”, projeta o titular da SICS.

ARO

A Agenda Regional Oeste (ARO) é uma organização de natureza privada com escritórios em Cáceres e Tangará da Serra. Tem por objetivo acompanhar as obras de integração logística e de desenvolvimento socioeconômico da macrorregião Oeste-Sudoeste do Estado de Mato Grosso, colaborando com a sociedade e os poderes constituídos no que for possível e necessário para que os trabalhos tenham continuidade e a devida celeridade.

A ARO foi criada em agosto de 2020 pelos engenheiros Adilson Domingos dos Reis (de Cáceres), e Sílvio Tupinambá e, também, pelo jornalista Sergio Roberto Reichert e o professor e Cientista de Dados, José Valdeci Cardoso, esses últimos de Tangará da Serra.

Naquela oportunidade, a ARO elaborou relatório sobre a região, com dados, estatísticas e informações coletadas a campo. O material foi encaminhado às esferas de governos estadual e federal e, também, para entidades e prefeituras da região. Os trabalhos da organização prosseguem para alcançar os objetivos propostos, voltados à integração e ao desenvolvimento regional.

(Com informações da Assessoria ARO)

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br