sábado, 18 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
24.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Custo para produzir milho em Mato Grosso atinge cerca de R$ 3,3 mil por hectare

Conteúdo/ODOC – O custo da produção do milho alta tecnologia da safra 24/25 em Mato Grosso atingiu R$ 3.368,89 por hectare. Conforme os dados do projeto Acompanhamento dos Custos das Produções Agropecuárias de Mato Grosso (Acapa), o custeio do milho em março de 2024 apresentou retração de 2% ante a divulgação de fevereiro de 2024.

A diminuição se deve pela retração nos custos com fertilizantes e corretivos em 3,44%, operações mecanizadas em 1,57%, defensivos em 1,32% e sementes, 0,87%. Com o reajuste no custeio, o custo operacional apresentou recuo de 1,74% quando comparado com a última divulgação e ficou estimado em R$ 4.736,82/ha.

Contudo, para que o produtor consiga cobrir suas despesas do que gastou para produzir, considerando o preço médio do milho comercializado em março de 2024 para a mesma safra (R$ 34,98 a saca), é necessário que produza 135,40 saca por hectare, 9,61% a mais que a projeção do ciclo 23/24.

Conforme o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea) ainda não possui a estimativa de rendimento para a safra 24/25, mas, de acordo com o Instituto, a média dos últimos três anos é de 103,86 sacas por hectare.

15 milhões de hectares de milho

A área de milho 2ª safra no Brasil para o ciclo 23/24 deve ficar em 15,77 milhões de hectares, de acordo com os dados divulgados pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). Já a produtividade ficou em 90,45 sacas por hectare, o que representa uma retração de 2% ante a divulgação do mês passado.

A produção projetada pela Companhia ficou em 85,61 milhões de toneladas, 1,98% a menos quando comparado com março de 2024. A menor produção do país foi puxada, principalmente, pelos estados de Minas Gerais, Mato Grosso e Goiás, em 12,89%, 3,99% e 1,05%, ante a última divulgação, respectivamente.

Apesar da perspectiva de menor oferta, o preço do milho na bolsa brasileira B3 reagiu negativamente no dia da divulgação, 1,07%. Para as próximas semanas, o que deve continuar ditando as cotações do cereal são as condições climáticas, pois são fatores que podem impactar no rendimento final da cultura.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Analfabetismo no Brasil é maior em cidades pequenas, aponta Censo

As informações coletadas pelo Censo 2022, e divulgadas nesta sexta-feira, 17,...

Desembargadora cai em golpe no Whatsapp e perde R$ 45 mil

A desembargadora Maria Helena Póvoas, do Tribunal de Justiça...

CNM diz que agronegócio já perdeu mais de R$ 2 bi com as cheias do RS

As fortes chuvas e inundações que atingiram o Rio...
Feito com muito 💜 por go7.com.br