sábado, 18 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
24.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Casos de estupro de vulnerável têm aumento de 69% em MT, diz pesquisa

Segundo o Ipea, apenas 10% dos casos de estupro são reportados.

Mato Grosso teve um aumento de 69% no número de casos de estupro de vulnerável, segundo dados da Secretaria Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT). De janeiro a novembro deste ano, foram registrados 105 casos. No mesmo período de 2022, foram contabilizados 65 estupros.

🚩O estupro de vulnerável envolve vítimas menores de 14 anos ou pessoas que, por enfermidade ou deficiência mental, não têm o discernimento para a prática do ato. Nesses casos há aumento na pena do criminoso, que pode ir de 8 a 15 anos de reclusão.

De acordo com o Atlas da violência do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), apenas 10% dos casos de estupro são reportados. Muitas vezes, as pessoas não procuram as delegacias ou Unidades de Pronto Atendimento (UPA) por medo.

Segundo o levantamento, o estado também teve 17.332 ameaças registradas por mulheres, 6% a mais do que em 2022, quando foram contabilizadas 16.314 ameaças.

Em relação a perseguição e invasão de privacidade, o número de casos aumentou 38% em 2023, com 1.569 registros. Importunação sexual dobrou o valor, de 298 casos para 407 registrados até novembro deste ano.

Outro dado de destaque na pesquisa é de assediar, constranger, humilhar, perseguir ou ameaçar mulheres candidatas a cargo eletivo ou detentora de mandato. O aumento foi de 76% neste ano se comparado com o ano passado.

📈Casos recentes

Foto da família publicada nas redes sociais em um passeio na praia, publicada em 2018 — Foto: Instagram

Foto da família publicada nas redes sociais em um passeio na praia, publicada em 2018 — Foto: Instagram

 

Nesta quarta-feira (6), um homem de 41 anos, que não teve a identidade divulgada, foi preso suspeito de estuprar a enteada menor de idade, em Nova Lacerda, a 667 km de Cuiabá. Segundo a Polícia Civil, o crime foi denunciado pelos pais da vítima, depois que a menina contou sobre os abusos para a psicóloga da escola onde estuda.

No final de novembro, uma mãe e três filhas foram encontradas mortas dentro de uma casano Bairro Florais da Mata, em Sorriso, a 420 km de Cuiabá. Um funcionário, de 32 anos, que atuava em uma obra ao lado da casa foi preso.

O delegado que acompanha o caso, Bruno França Ferreira, disse que o suspeito ainda levou algumas roupas íntimas das vítimas após o crime.

No início de outubro, um pastor de 55 anos foi preso suspeito de abusar sexualmente de uma menina de 10 anos em Cáceres, a 220 km de Cuiabá. Ele foi indiciado pelo crime em um inquérito da Polícia Civil que apurou os abusos cometidos por ele. A mãe da criança, que, segundo a polícia, era consciente dos atos, também responderá pelo crime.

O suspeito foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável e a pena pode variar entre 12 a 22 anos de prisão. — Foto: Reprodução

O suspeito foi indiciado pelo crime de estupro de vulnerável e a pena pode variar entre 12 a 22 anos de prisão. — Foto: Reprodução

Em setembro, um segurança de 31 anos foi preso depois de drogar e estuprar a filha de 8 anos em uma fazenda de Peixoto de Azevedo, a 692 km de Cuiabá. Segundo a polícia, o crime ocorreu no período em que a criança passava as férias escolares com o pai.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Analfabetismo no Brasil é maior em cidades pequenas, aponta Censo

As informações coletadas pelo Censo 2022, e divulgadas nesta sexta-feira, 17,...

Desembargadora cai em golpe no Whatsapp e perde R$ 45 mil

A desembargadora Maria Helena Póvoas, do Tribunal de Justiça...

CNM diz que agronegócio já perdeu mais de R$ 2 bi com as cheias do RS

As fortes chuvas e inundações que atingiram o Rio...
Feito com muito 💜 por go7.com.br