sexta-feira, 14 junho 2024
- Publicidade -
35.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Brasil é responsável por 80% da soja RTRS no mundo

 
 
 

A Round Table On Responsible Soy é uma organização que envolve os principais representantes da cadeia de valor da soja em escala global. Com sede na Suíça, tem o foco de garantir ao mercado internacional que a produção certificada por ela, seja originada em fazendas que adotem boas práticas de produção agrícola, além de cumprir uma série de requisitos legais, ambientais e sociais.

No ano passado, cerca de 4,5 milhões de toneladas de soja foram comercializadas seguindo essas diretrizes. O Brasil foi responsável por 80% dessa produção, com destaque para Mato Grosso, que originou quase a metade do volume nacional com o “selo” RTRS.

Representante da RTRS no Brasil, Cid Sanches lembra que as primeiras certificações por aqui ocorreram na safra 2011/2012. “Durante 10 anos, houve ajustes e alterações nesses padrões e por isso podemos dizer que o que é feito no campo está bem estabelecido. O próximo passo é o crescimento de mercado e estender a certificação para outras culturas, como o milho”, comenta.

Sanches também reforçou que o número de produtores que buscam a certificação aumenta cada vez mais. No ano passado eram 85 propriedades certificadas no estado. Para este ano, a previsão é que o número ultrapasse a marca de 100 fazendas.

Líder em volume originado com certificação no Brasil e no mundo, a Amaggi recentemente reuniu um grupo de fornecedores do grão RTRS para entregar simbolicamente o prêmio pago pelo produto (que, de maneira geral, varia conforme negociações com cada empresa compradora). Durante o encontro, o produtor rural e presidente do Conselho de Administração da Amaggi, Pedro Jacyr Bongiolo, falou sobre a importância da certificação. “Nós temos uma responsabilidade muito grande de produzir de forma responsável, com boas práticas. E essa conscientização começou dentro da Amaggi com os nossos fornecedores. Isso foi evoluindo a ponto de certificar”, comenta.

 

Agricultor na cidade de Diamantino-MT, Rodrigo Konageski afirma que produzir soja ‘certificada’ serve como exemplo para as novas gerações. “Meu filho vê o que está acontecendo na fazenda e já participa de discussões na escola defendendo o trabalho que é feito aqui, de forma correta, sem poluir o ambiente”, conclui.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Veja os benefícios garantidos para quem é doador de sangue em MT

Além de salvar vidas, a doação de sangue garante...

Com altas temperaturas, Inmet alerta para baixa umidade em MT

Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) alertou para a baixa...
Feito com muito 💜 por go7.com.br