quinta-feira, 22 fevereiro 2024
- Publicidade -
Banner Topo
28.6 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Aumento da cesta básica na segunda semana de novembro atinge maior valor desde início do levantamento do IPF-MT

 

A segunda semana de novembro apresentou aumento de 3,63% sobre a semana anterior na capital do estado, fazendo com que a cesta atingisse o valor de R$755,48, o maior da série histórica desde março. Segundo levantamento do Instituto de Pesquisa e Análise da Fecomércio Mato Grosso (IPF-MT), 12 dos 13 itens apresentaram aumento no preço.

A alta sobre a primeira semana do mês foi de R$ 26,45, após duas semanas consecutivas em queda, com a elevação sendo impulsionada, principalmente, pelo tomate e a batata, que registraram elevação de 20,53% e 15,96%, respectivamente.

A banana também apresentou aumento, com alta de 5,45% se comparado a semana anterior, sendo a décima semana consecutiva de alta, acumulando, no período, variação positiva de 39,72%.

Para o diretor de Pesquisas do IPF-MT e superintendente da Federação, Igor Cunha, os efeitos climáticos, apesar de contribuir na elevação do preço dos itens, tiveram impactos associados às paralisações das atividades nas rodovias. “O transporte de alimentos é um fator muito importante na cadeia de alimentos, principalmente em Mato Grosso, onde o principal meio de transporte é rodoviário”.

É o que reforça a análise do Instituto, onde as altas nos itens podem estar relacionadas, principalmente, com as paralisações nas rodovias desde o dia 30 de outubro, o que dificulta a distribuição de produtos que saem das regiões produtoras para os atacados e mercados locais, aumentando o valor dos itens para o consumidor final.

“Apesar da forte variação no preço desta semana, atingindo seu maior valor desde o início da apuração do IPF-MT, não há indícios de tendência de alta para as próximas semanas, tendo em vista as expectativas que as paralisações se normalizem e a distribuição dos itens voltem ao normal nas próximas semanas”, assegura Igor Cunha.

O Sistema S do Comércio, composto pela Fecomércio, Sesc, Senac e IPF em Mato Grosso, é presidido por José Wenceslau de Souza Júnior. A entidade é filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC), que está sob o comando de José Roberto Tadros.

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Desmatamento na Amazônia cai 60% em janeiro de 2024

O desmatamento na floresta amazônica caiu 60% em janeiro deste ano, chegando ao...

Bandido que agrediu vítima ao roubar bicicleta é preso pela PJC de Tangará

A Polícia Judiciária Civil por meio da Delegacia Especializada...

Concursos públicos municipais pagam até R$ 18 mil em MT

Concursos públicos e seletivos com inscrições abertas em Mato...
Feito com muito 💜 por go7.com.br