segunda-feira, 24 junho 2024
- Publicidade -
22 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Candidata de Lula ao governo de MT e apoiada por PSD, PP e PSB, Márcia Pinheiro responde por corrupção

A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (PV), será a candidata da federação Brasil da Esperança (PT, PCdoB e PV) ao governo do Estado. O anúncio deverá acontecer ainda hoje (quarta, 03), motivada pela decisão do senador licenciado Carlos Fávaro (PSD) em não assumir candidatura ao Paiaguás, numa disputa contra o governador Mauro Mendes (União), que busca a reeleição.

Esquemas

Fato que chama atenção é que a agora candidata de Lula e da esquerda ao governo de Mato Grosso é acusada pelo MP de liderar um esquema de emissão de notas fiscais de compra de medicamentos superfaturados. As acusações, dos meses finais do ano passado, se referem à Operação Capistranum, que apura a participação de Márcia e o marido e prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, nos crimes de organização criminosa, responsabilidade, improbidade administrativa na prefeitura de Cuiabá.

Márcia Pinheiro chegou a ser alvo de busca e apreensão, sendo, também, acusada pelo Ministério Público de participar de um esquema de contratações através de cargos comissionados na saúde, para favorecer politicamente o prefeito Emanuel Pinheiro e o filho, deputado federal Emanuelzinho, que disputa a reeleição pelo MDB.

Apoios

Márcia Pinheiro terá o apoio do PSD de Carlos Fávaro e do PP do deputado federal Neri Geller, siglas que integram a frente esquerdista que tenta recolocar o ex-presidente Lula no Palácio do Planalto.

O PSB também compõe o bloco de esquerda, sendo o partido do candidato a vice de Lula, Geraldo Alkmin. Além destas agremiações, Márcia poderá ter em seu palanque o PDT, a federação PSDB/Cidadania e o Solidariedade.

Ao aceitar a candidatura ao governo, Márcia Pinheiro surge com a única candidatura de oposição para enfrentar o governador, que até ontem não tinha adversário. Segundo fontes ligadas à primeira-dama cuiabana, o objetivo da oposição é construir uma chapa feminina buscando tal público, já que Mato Grosso nunca elegeu uma mulher governadora.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Veículo adulterado e com registro de furto é recuperado pela PM em Arenápolis 

A Polícia Militar recuperou um veículo nesta ultima sexta-feira,...

Jogos hoje (23/06/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...
Feito com muito 💜 por go7.com.br