quinta-feira, 23 maio 2024
- Publicidade -
22.1 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

De olho no céu: veja quais serão os fenômenos astronômicos de 2023

Um novo hábito está conquistando cada vez mais o coração dos mato-grossenses: observar fenômenos astronômicos. No ano passado, centenas de internautas do Estado registraram e compartilharam imagens desses eventos noturnos que enfeitaram o nosso céu.

Para essas pessoas – e para as que pretendem adotar esse hábito – uma ótima notícia: este ano teremos ainda mais fenômenos astronômicos. Serão 12 chuvas de meteoros, a conjunção de Vênus e Saturno, 2 eclipses lunares e 2 eclipses solares, além de superluas e até uma lua azul.

LIVRE listou os principais fenômenos astronômicos de 2023 e as datas que eles acontecerão para você não perder nada; confira!

Eclipses

O ano de 2023 terá, pelo menos, 4 eclipses, sendo dois solares e dois lunares. Entretanto, apenas dois desses eventos poderão ser vistos a olho nu em Mato Grosso.

  • ☀️ 20 de abril – Eclipse solar total (não visível em Mato Grosso)
  • 🌗 5-6 de maio – Eclipse lunar penumbral (não visível em Mato Grosso)
  • ☀️14 de outubro – Eclipse solar anular (visível em Mato Grosso)
  • 🌗 28-29 de outubro – Eclipse lunar parcial (visível em Mato Grosso)
(Foto: reprodução)

Eventos planetários

Já para quem tem um telescópio em casa também será possível acompanhar os eventos planetários. Embora menos populares que os eclipses e as superluas, eles também costumam ser bem bonitos.

  • 22 de janeiro – Conjunção de Vênus e Saturno; na data Vênus passará perto de Saturno no céu. No ponto mais próximo um do outro, os planetas estarão separados por 0,34 graus.
  • 30 de janeiro – Alongamento máximo ocidental de Mercúrio; período ideal para observar o planeta, que estará no seu ponto de maior distância do Sol durante o céu da madrugada/início da manhã.
  • 11 de abril – Alongamento máximo oriental de Mercúrio; esse é o pico de visibilidade leste do planeta.
  • 29 de maio – Um novo alongamento máximo ocidental de Mercúrio.
(Foto: reprodução)

Superluas

Essas costumam ser as queridinhas dos astrônomos amadores. Além disso, são mais fáceis de se observar em boa parte da globo terrestre.

Mato Grosso, aliás, conta com um clima e uma geografia privilegiados para isso. São poucas nuvens e um ângulo que facilita a visualização desses fenômenos.

Esse ano teremos duas superluas, as duas no mês de agosto. Uma delas será uma “Lua Azul”, um raro fenômeno astronômico que costuma empolgar os cientistas e curiosos.

  • 🌕 Uma em 1º de agosto
  • 🌕 E outra no dia 31 de agosto (também conhecida como Lua Azul)
(Foto: Página Céu de MT)

Muita, muita chuva de metoro!

E se chove pouco em Cuiabá, ao menos teremos algumas belas chuvas de meteoros iluminando e embelezando os nossos céus este ano.

  1. Quadrantids: ativa de 28 de dezembro de 2022 a 12 de janeiro de 2023 (pico para visualização do fenômeno: de 3 a 4 de janeiro). Pico de meteoros por hora: 110.
  2. Lyrids: ativa de 14 a 30 de abril (pico: de 22 a 23 de abril). Pico de meteoros por hora: 18.
  3. Eta Aquariids: ativa de 19 de abril a 28 de maio (pico: 6 de maio). Pico de meteoros por hora: 50.
  4. Alpha Capricornids: ativa de 3 de julho a 15 de agosto (pico: 30 de julho). Pico de meteoros por hora: 5.
  5. Delta Aquáridas: ativa de 12 de julho a 23 de agosto (pico: 30 de julho). Pico de meteoros por hora: 25.
  6. Perseidas: ativa de 17 de julho a 24 de agosto (pico: de 12 a 13 de agosto). Pico de meteoros por hora: 100.
  7. Draconids: ativa de 6 a 10 de outubro (pico: de 8 a 9 de outubro). Pico de meteoros por hora: 10.
  8. Orionids: ativa de 2 de outubro a 7 de novembro (pico: de 21 a 22 de outubro). Pico de meteoros por hora: 25.
  9. Taurids: ativa de 10 de setembro a 20 de novembro no Hemisfério Sul (pico: de 10 a 11 de outubro no Hemisfério Sul). Pico de meteoros por hora: 5.
  10. Leônidas: ativa de 6 de novembro a 30 de novembro (pico: de 17 a 18 de novembro). Pico de meteoros por hora: 10.
  11. Geminidas: ativa de 4 a 20 de dezembro (pico: de 14 a 15 de dezembro). Pico de meteoros por hora: 150.
  12. Ursids: ativa de 17 a 26 de dezembro (pico: de 22 a 23 de dezembro). Pico de meteoros por hora: 10.
(Foto: Agência Brasil)

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

El Niño causa rachaduras nas geleiras da cordilheira dos Andes

O El Niño, fenômeno natural caracterizado pelo aquecimento anormal...

Jogos hoje (23/05/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...
Feito com muito 💜 por go7.com.br