sábado, 13 abril 2024
- Publicidade -
Dengue
25.7 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Ave desaparecida há 40 anos é encontrada por pesquisadores no Pará

Espécie foi localizada em excursão de pesquisadores que contou com a ajuda de indígenas

Pesquisadores encontraram uma ave desaparecida há 40 anos na Terra Indígena Mãe Maria, no Pará. O animal é o mutum-pinima, espécie que é considerada criticamente ameaçada de extinção.

Líder da equipe de pesquisadores, o ornitólogo Gustavo Gonsioroski afirma que a equipe observou e gravou a ave por mais de dez minutos e que o momento foi de “muita felicidade”.

Seja assinante O POVO+

Tenha acesso a todos os conteúdos exclusivos, colunistas, acessos ilimitados e descontos em lojas, farmácias e muito mais.

Assine

Seis indivíduos da espécie foram registrados, incluindo casais, o que gera esperança para a conservação da espécie.

Ave desaparecida há 40 anos: como foi encontrada?

Os pesquisadores, que fazem parte do projeto “Pró-Espécies: Todos contra a extinção”, do Ministério do Meio Ambiente e Mudança do Clima (MMA), contaram com a ajuda de indígenas Gavião Parkatejê para a descoberta.

Além disso, tecnologia avançada foi usada, como gravadores de áudio e câmeras trap. Gonsioroski comemorou o marco para a conservação e valorizou a parceria entre pesquisadores, povos indígenas e o uso da tecnologia.

O que é o mutum-pinima, desaparecido há 40 anos?

Medindo cerca de 83 centímetros e pesando em média 2,7 quilogramas, o mutum-pinima é um animal sedentário e que baseia sua alimentação em frutos e sementes.

O macho é preto com a região da barriga branca, enquanto a fêmea tem plumagem preta com listras brancas, cabeça e pescoço preto e peito, canela e barriga bege.

A espécie desempenha um papel ecológico fundamental, atuando como um agente natural no plantio de açaí na região amazônica. Mas convive com a destruição do seu habitat e a caça cultural.

O que está sendo feito para preservar a ave em extinção?

A equipe de pesquisadores liderada por Gustavo Gonsioroski planeja continuar a busca pela ave e a coleta de dados no mês de dezembro. Os cientistas buscam entender melhor a espécie, como seu comportamento e as necessidades para garantir a preservação.

Os ornitólogos visam não apenas preservar a espécie, mas também manter o elo entre a natureza e a vida humana na Amazônia.

Leia mais em: https://www.opovo.com.br/noticias/curiosidades/2023/11/29/ave-desaparecida-ha-40-anos-e-encontrada-por-pesquisadores-no-para.html
©2022 Todos os direitos são reservados ao Portal O POVO, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br