sábado, 18 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
24.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

As doenças mais comuns em cães e gatos

Ter um animal em casa não é uma coisa simples. Isso porque você vai assumir uma responsabilidade muito grande. Cuidar e dar todo conforto ao seu pet. Muitas pessoas tem o bichinho por uma temporada e depois se cansa e vai deixar largado em alguma estrada, para o animal ter a sorte de encontrar alguém que o queira e o ame.

Por isso, antes de pensar em ter um cão ou um gato, pense se você é capaz de realmente assumir essa responsabilidade. Pois não é só dar água e comida. É preciso vacinar, cuidar da saúde e estar sempre ligada no comportamento do pet.

Além de manter as vacinas em dia, é importante se informar sobre as principais doenças que podem atingir esses animais e o que fazer quando se suspeita de alguma delas.

O tutor deve sempre ficar ligado. Cães e gatos podem ter alergias alimentares, doença do carrapato, depressão, entre outras.

Alergia alimentar

O seu pet também pode ter alergia devido a algum tipo de alimento. Pode ser por causa de uma determinada substância presente em alimentos, podendo causar ferimentos na pele, quadros gastrointestinais, como diarreia, e com risco de morte. Provocando:

  • Coceira;
  • Vermelhidão;
  • Descamação da pele;
  • Lesões provocadas pelas unhas do animal no local da coceira.

A alergia alimentar em cães e gatos pode ter as seguintes causas: 

  • Aditivos;
  • Conservantes;
  • Outras substâncias químicas utilizadas em rações industrializadas.

Existem casos em que a alergia pode acontecer pela simples ingestão de carne bovina.

Pensando nisso, não dê para o seu animal de estimação rações que não seja de marcas conhecidas. Evite as que possuem corantes que, além de poderem causar um quadro de alergia, também podem prejudicar a absorção de nutrientes.

Para cuidar da alergia consulte um veterinário de sua confiança!

Erlichiose (doença do carrapato)

As erliquioses são doenças infecciosas transmitidas por carrapatos, sendo provocadas por bactérias do gênero Ehrlichia. A erliquiose é considerada como a afecção parasitária mais transmitida por carrapatos aos cães de todas as raças, sexo e idade.

Fique de olho nos sintomas:

  • Febre alta;
  • Tosse;
  • Vômito;
  • Diarreia;
  • Depressão;
  • Hematomas;
  • Perda de apetite;
  • Anemia;
  • Dificuldade de respirar.

Segundo os veterinários, para combater a doença, será aplicado em um intervalo de 15 dias, remédio entre as injeções. Já a erliquiose costuma ser tratada por via oral e, nesse caso, cabe um alerta: muitos cães ficam livres dos sinais clínicos com poucos dias de administração do medicamento, mas o tratamento não deve ser interrompido.

Depressão

O estado depressivo do animal pode estar relacionado à ansiedade e acontece quando o mesmo é exposto em situações de estresse, em caráter crônico ou de forma traumática, passando a manifestar sinais de inabilidade em executar suas funções biológicas, apatia, inapetência e isolamento social.

Cães com depressão demonstram uma certa angústia (faz com que os animais se lambam freneticamente). O que pode causar feridas nas patas.

Em muitos casos, a ausência do dono pode provocar esses sintomas no bichinho.

Consultar um terapeuta comportamental é essencial para um diagnóstico preciso e também para um saudável relacionamento entre cão e ser humano.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Analfabetismo no Brasil é maior em cidades pequenas, aponta Censo

As informações coletadas pelo Censo 2022, e divulgadas nesta sexta-feira, 17,...

Desembargadora cai em golpe no Whatsapp e perde R$ 45 mil

A desembargadora Maria Helena Póvoas, do Tribunal de Justiça...

CNM diz que agronegócio já perdeu mais de R$ 2 bi com as cheias do RS

As fortes chuvas e inundações que atingiram o Rio...
Feito com muito 💜 por go7.com.br