quinta-feira, 23 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
22.1 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

8 dicas para conseguir trabalhar no exterior sem saber inglês

Se você quer mudar de país mas não fala inglês, saiba que o caminho pode ser um pouco mais complicado, mas não impossível

Em uma era globalizada e altamente conectada, o domínio do inglês é muitas vezes considerado um ativo indispensável. No entanto, no Brasil, essa habilidade ainda é uma conquista para uma minoria, com apenas 5% da população se considerando fluentes no idioma. Diante desse cenário, a busca por oportunidades de trabalho no exterior se depara com um obstáculo significativo: como conseguir um emprego em outros países sem saber falar inglês?

Em um estudo conduzido pela Education First, o Brasil se posiciona modestamente na 41ª colocação entre 70 países avaliados. Surpreendentemente, a falta de fluência em inglês não é uma barreira exclusiva de profissionais com menor escolaridade. Ela permeia diversos níveis hierárquicos, incluindo cargos de diretoria. Os líderes, em alguns casos, enfrentam desafios significativos para se comunicarem eficientemente no idioma mais difundido globalmente.

Uma pesquisa conduzida pela escola de inglês Berlitz revela que 30% dos ocupantes de cargos presidenciais e 60% dos gerentes brasileiros estão no nível básico de proficiência em inglês. Diante desse panorama, surge a pergunta inevitável: é possível alçar voos internacionais sem dominar o idioma predominante? Neste artigo, exploraremos estratégias e dicas para aqueles que buscam oportunidades de trabalho além das fronteiras, mesmo sem contar com a fluência no inglês.

1. Procure trabalhos manuais

Optar por atividades que minimizem o contato com o idioma local é uma estratégia inicial para superar as barreiras linguísticas. No Canadá, por exemplo, muitos brasileiros iniciaram suas jornadas lavando pratos ou realizando serviços de limpeza. Com o tempo, imersão e dedicação aos estudos, esses profissionais não apenas aprimoraram o inglês, mas também conquistaram novas oportunidades profissionais.

2. Procure empresas de brasileiros

Em países como Canadá e Estados Unidos, empresários brasileiros são comuns. Estabelecer contato com essas pessoas e oferecer-se para trabalhar em seus empreendimentos é uma abordagem prática para encontrar emprego sem fluência em inglês.

3. Invista na culinária

A culinária pode ser uma porta de entrada valiosa. Aqueles com habilidades culinárias podem explorar oportunidades autônomas ou se aventurar em restaurantes locais. Mesmo sem domínio intermediário do inglês, é possível trabalhar para compatriotas portugueses ou brasileiros no exterior. Pratos como pizzas e brigadeiros são especialmente procurados por estrangeiros, proporcionando uma chance única para trabalhar no exterior sem fluência em inglês.

4. Serviços de beleza

A vaidade brasileira abre portas no exterior. Oferecer serviços de manicure para compatriotas expatriados é uma opção viável, considerando a falta desses serviços em alguns países. A demanda por cuidados com unhas, cabelo e tratamentos de beleza é significativa entre os brasileiros no exterior, oferecendo oportunidades para expandir a rede de contatos e praticar o idioma local.

5. Artesanato

O trabalho manual emerge como uma opção para aqueles que buscam renda informal. A criatividade brasileira pode ser expressa na produção e venda de itens como porta-retratos, bolsas e acessórios. A comercialização desses produtos no exterior torna-se uma oportunidade valiosa.

6. Não tenha preconceito com os empregos que achar

A imigração muitas vezes exige flexibilidade. Trabalhos que podem ser considerados “subempregos” no Brasil têm importância equivalente no exterior e, na maioria das vezes, são remunerados de maneira justa. Atividades como faxina, entregas ou corte de grama podem ser desempenhadas por pessoas com pouco ou nenhum conhecimento em inglês.

7. Coloque na cabeça que precisa aprender inglês

Conscientize-se de que, mesmo ao encontrar oportunidades sem exigência de inglês, o aprendizado do idioma é fundamental. A adaptação a atividades cotidianas e interações básicas torna-se desafiadora sem o conhecimento do inglês, motivando muitos imigrantes a buscar esse aprendizado após enfrentar as complexidades do dia a dia.

8. Existem cursos gratuitos para imigrantes

Países como o Canadá e os Estados Unidos oferecem cursos de inglês gratuitos para imigrantes. Em Toronto, por exemplo, existem opções que vão desde a preparação para cidadania até cursos acadêmicos para testes de proficiência. Essa iniciativa visa facilitar a integração dos imigrantes, proporcionando acesso a recursos educacionais essenciais para aprimorar suas habilidades linguísticas.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

El Niño causa rachaduras nas geleiras da cordilheira dos Andes

O El Niño, fenômeno natural caracterizado pelo aquecimento anormal...

Jogos hoje (23/05/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...
Feito com muito 💜 por go7.com.br