segunda-feira, 24 junho 2024
- Publicidade -
26.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

22 palavras do tempo dos nossos avós que paramos de falar

As palavras evoluem conforme a sociedade vão se transformando e com isso muitas dessas palavras vão se perdendo com o tempo

A língua portuguesa muda, a maneira como conversamos, palavras, frases, todas essas questões e muitas outras vão se adaptando e se transformando conforme a evolução da sociedade, se adequando a uma realidade na qual estamos vivendo.

Falar sobre isso é falar sobre palavras e expressões que vão se perdendo no tempo, quer um exemplo? A palavra “você” nem sempre foi “você”, antes foi “vancê” antes disso “osmecê” e antes disso era dito “ossa mercê”.

Com o tempo, novas palavras vão surgindo, assim como novos significados são apresentados para palavras mais antigas. Dessa maneira, a maneira como nossos netos vão falar no futuro serão completamente diferentes da maneira como nossos avós falam.

A seguir, vamos relembrar algumas das palavras que, embora algumas pessoas ainda falem hoje em dia, são claramente relacionadas a palavras de tempos atrás, que a maioria dos jovens de hoje não faz a menor ideia do que sejam e qual o significado.

Palavras do tempo dos nossos avós

Vamos relembrar algumas das palavras mais antigas usadas por nossos avós, dos quais a maioria dos jovens de hoje não fazem nem ideia do que sejam e quais os seus significados:

  1. Achaque: doença, mal-estar.
  2. Alcoviteiro: pessoa que ajuda a realizar um encontro amoroso.
  3. Bagual: Animal selvagem, indomável
  4. Basbaque: pessoa curiosa, que fica olhando tudo.
  5. Biruta: pessoa inconstante, que muda de ideia facilmente.
  6. Bulhufas: nada, coisa nenhuma.
  7. Bulício: agitação, tumulto.
  8. Calhorda: pessoa ruim, sem caráter.
  9. Ceroulas: Peça de vestuário intimo; cuecas.
  10. Chumbrega: de má qualidade.
  11. Derreado: exausto, cansado.
  12. Escorregadio: pessoa falsa, que não se pode confiar.
  13. Estrovenga: objeto velho, em mau estado.
  14. Fandangueiro: pessoa que gosta de festas.
  15. Fuzarca: bagunça.
  16. Graxaim: pessoa que sabe se virar.
  17. Lamúria: lamento, queixa.
  18. Lérias: conversa fiada, mentira.
  19. Mungango: desordem, confusão.
  20. Sacripanta: Uma pessoa desprezível, mau-caráter.
  21. Safanão: Um empurrão ou sacudida em alguém.
  22. Supimpa: Excelente, ótimo.

O que leva a mudança das palavras?

A mudança no uso das palavras em qualquer idioma é influenciada por diversos fatores diferentes, como culturais, sociais, tecnológicos e históricos. Alguns dos principais motivos para isso incluem:

Mudanças tecnológicas: Novas tecnologias introduzem novos objetos, conceitos e necessidades de comunicação. Por exemplo, a invenção do computador e da internet trouxe consigo um novo léxico, como “email”, “online” e “download”. À medida que a tecnologia evolui, algumas palavras se tornam obsoletas enquanto novas surgem.

Influências culturais e de mídia: A cultura popular, incluindo filmes, música, e literatura, pode popularizar certos termos que se tornam parte do vocabulário cotidiano. Além disso, a globalização facilitou a entrada de estrangeirismos e empréstimos linguísticos que podem substituir palavras nativas.

Mudanças sociais: Alterações nos valores sociais ou nas atitudes podem levar ao desuso de termos que se tornam pejorativos ou inapropriados. Novas palavras podem surgir para descrever conceitos ou realidades sociais que antes não eram reconhecidos ou discutidos abertamente.

Evolução linguística natural: A língua é dinâmica e está sempre em evolução. Alguns termos caem em desuso simplesmente porque alternativas mais curtas ou mais fáceis de usar se tornam disponíveis. A simplificação e a economia linguística são processos naturais em qualquer idioma.

Educação e literatura: A educação formal e a literatura desempenham um papel crucial na preservação de certas palavras e na promoção de novas. As mudanças nos currículos educacionais podem afetar quais palavras são ensinadas e usadas pelas novas gerações.

Política e ideologia: Movimentos políticos e mudanças ideológicas também podem influenciar a linguagem, promovendo o uso de certos termos em detrimento de outros para refletir uma mudança de regime ou ideologia política.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Jogos hoje (24/06/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

População de rua em Mato Grosso aumenta 82% em 6 anos

Em seis anos, o número de pessoas vivendo em...

Homem é baleado em casa noturna em Tangará

Um homem de 49 anos, que não teve seu...
Feito com muito 💜 por go7.com.br