sábado, 18 maio 2024
- Publicidade -
30.4 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

10 vezes que a DC acertou no visual dos personagens no cinema

Os melhores visuais de heróis e vilões da DC Comics nas telonas!

Entre erros e acertos, a DC Comics lançou vários de seus personagens mais icônicos para as telonas, em versões amadas… e outras nem tanto. Mas, goste ou não das produções da editora, não há como negar que os trajes heroicos são sempre destaques interessantes. Na verdade, quando o assunto é visual, não importa se é herói ou vilão, mas ficaremos sempre curiosos.

Desde antagonistas das franquias do Batman a personagens do Universo Estendido da DC Comics, nunca nos faltaram exemplos de uniformes e trajes muito bonitos no cinema. Por isso, aqui listamos os 10 melhores visuais de personagens da DC Comics nas telonas!

Imagem de capa do item

Considerado por muitos como a melhor adaptação do Cavaleiro das Trevas já feita, o Batman de Ben Affleck é inacreditável, sobretudo por conta de seu visual que parece ter saído diretamente das páginas de O Retorno do Cavaleiro das Trevas, a clássica HQ de Frank Miller sobre uma versão já idosa do Cruzado Encapuzado, em uma Gotham City condenada.

Levando em conta que o Batman é, até o presente momento, o herói da DC com mais adaptações para o cinema, não faltam concorrentes para esta lista, mas a versão de Zack Snyder condiz exatamente com a personalidade e o estado de espírito desse Batman – embora o personagem não tenha tido uma chance de viver um arco de desenvolvimento no Universo Estendido da DC.

Imagem de capa do item

Assim como Snyder, James Gunn é outro cineasta que sempre capricha no aspecto visual de seus filmes. O Esquadrão Suicida é um ótimo exemplo disso, fazendo uso de toda a estética cartunesca e irreverente dos quadrinhos para nos presentear com visuais bem fiéis para vilões classe-C e D da editora. E poucos visuais falam mais alto que o do Pacificador.

Interpretado por um sempre-carismático John Cena, o personagem tem o traje de combate mais brega e espalhafatoso do mundo – fora o seu capacete prateado, que adiciona um charme ainda mais excêntrico. Porém, isso condiz totalmente com a sátira que Gunn está traçando, algo que fica mais visível na série solo do anti-herói, onde ele “absorve” nossos olhares o tempo inteiro.

Imagem de capa do item

8º. Besouro Azul (Besouro Azul)

Para muitos, Besouro Azul já nasceu como uma experiência condenada, tendo em vista o momento em que foi lançado, após o anúncio do iminente reboot planejado por James Gunn e Peter Safran. E apesar de várias promessas de que o personagem continuaria no novo Universo DC, não foi o suficiente para capturar a atenção do público e fazê-lo ir ao cinema.

Apesar disso, o filme não é ruim – e o traje de Jaime Reyes, vivido por um divertidíssimo Xolo Maridueña, é um dos pontos mais altos, já que a base do visual foi feita com efeitos práticos. Em outras palavras, há uma solidez na tela que não costumamos mais ver em filmes de super-heróis que se confiam apenas no CGI – e esperamos ver esse traje novamente no futuro…

Imagem de capa do item

7º. Gavião Negro (Adão Negro)

Se Besouro Azul foi uma grata surpresa, o mesmo não pode ser dito sobre Adão Negro, filme que foi alardeado durante meses como o começo de uma “nova hierarquia” no Universo Estendido da DC Comics, apenas para se tornar um fracasso de crítica e bilheteria. Entretanto, estaríamos mentindo se disséssemos que o filme nem ao menos tem visuais bonitos.

Um bom exemplo é o Gavião Negro de Aldis Hodge. Apesar de pouco presente na narrativa, o personagem é um chamariz visual por onde passa (ou melhor, voa). Apesar de ser uma criação quase que total de CGI, o visual faz bom uso da computação gráfica para explorar as propriedades inexplicáveis e místicas do Metal Enésimo, liga alienígena fictícia da qual o traje é feito.

Imagem de capa do item

6º. Aquaman (Aquaman)

Embora tenha aparecido brevemente em Batman vs Superman: A Origem da Justiça e feito parte do núcleo central de Liga da Justiça, o herói atlante conhecido como Aquaman só iria ganhar um traje genuinamente fiel às suas origens em seu primeiro filme solo, que chegou aos cinemas em 2018. Aqui, temos uma origem consolidada e um visual inacreditável.

O que torna o Aquaman tão imponente nem é seu tridente ou sua força física, mas é o aspecto regencial indicado em suas roupas, uma espécie de armadura colada ao corpo com escamas douradas e verdes. E como se isso não fosse o bastante, ele ainda tem luvas bem similares à sua versão das HQs, com protuberâncias que são úteis no combate.

Imagem de capa do item

5º. Mulher-Gato (Batman: O Retorno)

Ainda que os filmes mais recentes tenham recursos à disposição para formar visuais incríveis, seja através de figurino, efeitos práticos ou CGI, poucos são tão classudos e marcantes quanto a Mulher-Gato de Michelle Pfeiffer, como visto em Batman: O Retorno. Com nítidas inspirações na cultura BDSM, o uniforme criado por Tim Burton se tornou um clássico pop.

Além da roupa de látex selada à vácuo, que adiciona todo o aspecto sexual da vilã, temos ainda linhas de costura e “pontos”, que ajudam a estabelecer essa versão de Selina Kyle como uma pessoa fragmentada e errática. Perto das adaptações mais recentes da personagem – como Anne Hathaway e Zoe Kravitz – o visual de Pfeiffer ainda reina absoluto.

Imagem de capa do item

4º. Coringa (Batman: O Cavaleiro das Trevas)

Como o Batman sempre teve muitas adaptações para os cinemas, vários de seus inimigos também tiveram mais de uma interpretação em live-action – e um caso claro disso é o Coringa, que se tornou o maior antagonista do Cavaleiro das Trevas, tanto nas HQs quanto nos cinemas. E falando nisso, seu melhor visual ainda é o de Batman: O Cavaleiro das Trevas.

Dirigido por Christopher Nolan, o filme entrega um Heath Ledger nos mais requintados limites da loucura, com um rosto visivelmente marcado por cicatrizes, bem como a forte maquiagem branca e o cabelo verde, que fazem um contraste bem acentuado ao terno roxo e maltrapilho do Príncipe Palhaço do Crime. Quase um assassino slasher, esse visual já nasceu icônico.

Imagem de capa do item

3º. Arlequina (O Esquadrão Suicida)

Seja em Barbie ou em seus trabalhos no Universo Estendido da DC, a nossa querida Margot Robbie não cansa de ser um ícone fashion. Essa ideia se traduz perfeitamente em sua Arlequina, que já teve vários visuais diferentes, mas manteve um ar chamativo e carismático ao longo de toda a sua participação na errática franquia da Warner Bros..

Com o seu lookinho básico em Esquadrão Suicida, as altas costuras de Aves de Rapina ou os trajes táticos de O Esquadrão Suicida, a anti-heroína sempre teve um dos melhores guarda-roupas do DCEU. Seus trajes no filme de James Gunn se destacam, por resgatarem o padrão de cores original da personagem, dando a elas um novo peso e charme.

Imagem de capa do item

2º. Superman (Homem de Aço)

Acertar no visual do Superman não é uma tarefa difícil, tendo em vista que o personagem já foi adaptado diversas vezes nos cinemas e na televisão e boa parte dessas adaptações já fizeram um trabalho notável com o Homem do Amanhã. Porém, o que vimos em Homem de Aço supera todas as nossas expectativas.

O traje segue fielmente o visual dos quadrinhos, ainda mais levando em conta a reformulação visual que o personagem sofreu nos Novos 52 – sem as famigeradas cuecas por cima da calça. Por fim, ainda é interessante notar que, além de fiel, o traje também é bem bonito por trazer uma camada de textura, dando uma sensação de mobilidade ainda maior para o personagem.

Imagem de capa do item

1º. Mulher-Maravilha (Batman vs Superman: A Origem da Justiça)

No topo do pódio, temos a Mulher-Maravilha de Gal Gadot, que fez a sua primeira aparição em Batman vs Superman: A Origem da Justiça. E embora seu traje “principal” não tenha sofrido muitas mudanças desde então, trata-se de uma adaptação bem fidedigna ao que vemos nas HQs, com um ar ainda mais épico e refinado.

Tudo aqui está perfeitamente encaixado, desde a placa peitoral com o “logo” da heroína ao uso dos braceletes e da tiara, que são duas importantes armas para Diana Prince. E também vimos esse traje ficar ainda mais bonito no primeiro filme solo da personagem, onde ele ganhou mais cores e vida, o que representa muito bem a imponência e a pompa da Mulher-Maravilha.

Imagem de perfil

Gus Fiaux

Formado em Cinema e Audiovisual pela UFPE. Crítico, roteirista e mago nas horas vagas. Demon to some… angel to others (ele/dele) || @gus_fiaux

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

5 benefícios do chá de canela para a saúde

A canela, um ingrediente presente na culinária há séculos,...

Jogos hoje (18/05/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

Em vídeo, cantor Zezé Di Camargo enaltece segurança e policiais de MT

Em vídeo, o cantor Zezé Di Camargo prestou breve...
Feito com muito 💜 por go7.com.br