quinta-feira, 13 junho 2024
- Publicidade -
Dengue
19.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Tribunal de Justiça mantém prisão de apresentador suspeito de agredir namorada em MT

 
O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Paulo da Cunha, plantonista no recesso forense, negou o habeas corpus apresentado pela defesa do jornalista Lucas Ferraz, suspeito de agredir a namorada Katrine Gomes da Conceição, de 20 anos, em Tangará da Serra. Na decisão, o magistrado considerou a gravidade da conduta do apresentador de TV, além de reiteração criminosa, já que ele também responde por uma ação penal semelhante, em Rondonópolis.

O recurso foi protocolado na manhã do último sábado (24), pela defesa do jornalista. No habeas corpus, os advogados Marcos Vinícius Borges e Elizandra Mariano de Mattia destacavam que houve constrangimento ilegal na forma que a prisão foi decretada.

Os juristas apontaram que um dos motivos alegados pela Polícia Civil e pelo Ministério do Público para que a detenção fosse mantida teria sido o clamor popular. Lucas Ferraz foi indiciado pelos crimes de lesão corporal contra a mulher por razões de sexo, bem como pelo crime de violência psicológica contra mulher.

Na decisão, o desembargador apontou que o juízo de primeiro piso impôs a prisão preventiva justificada por conta da gravidade concreta da conduta do jornalista e a reiteração criminosa. Ele destacou ainda que existem indícios de ameaça e coação da vítima e de testemunhas.

“Nesse contexto, notadamente diante da possível coação da vítima somada à existência de outra ação penal por fato análogo, os argumentos que ensejaram a decretação da prisão preventiva na origem não se revelam manifestamente teratológicos, de modo que o exame aprofundado da questão jurídica deverá ser reservado ao exame de mérito, após a manifestação da PGJ. Ante o exposto, indefiro o pedido da liminar”, afirmou o desembargador.

ENTENDA O CASO

Ferraz foi alvo de queixa por agredir a esposa de 20 anos durante uma confraternização no último dia 17, em Tangará da Serra. De acordo com o boletim de ocorrência, a Polícia Militar foi acionada pela equipe médica de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que informou que uma mulher tinha dado entrada com sinais de violência e que o agressor seria o companheiro dela.

Em conversa com a vítima, ela relatou que estava em uma confraternização com o apresentador quando começaram a discutir por ciúmes. Na briga, ela foi atingida com socos no rosto, que ocasionaram lesões.

A mulher foi socorrida por amigos e levada até uma unidade médica com suspeita de uma fratura no nariz. 

Em sua defesa, o apresentador publicou um vídeo nas redes sociais negando as agressões.

INDIGNAÇÃO DA ESPOSA

Katriny Gomes, de 20 anos, afirmou que está indignada com a prisão do marido. Segundo a esposa, os policiais civis impediram que ela conversasse com o marido na delegacia após a detenção dele no último dia 21 deste mês de dezembro.

Ainda na gravação, a jovem afirmou novamente que não estaria sendo coagida pelo marido. Disse ainda que uma autoridade policial disse que ela estava mentindo durante o depoimento prestado por ela na delegacia.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br