terça-feira, 18 junho 2024
- Publicidade -
Dengue
33.1 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Telefone 191 da PRF atenderá denúncias de crimes eleitorais

 

A Polícia Rodoviária Federal fará até o dia 30 de outubro a Operação Eleições 2022, Segunda Fase. A ação tem como objetivo o policiamento e fiscalização direcionadas ao combate aos crimes eleitorais, inclusive com a fiscalização de veículos de transporte de passageiros.

Além de garantir aos usuários das rodovias federais segurança do direito ao voto, conforto e fluidez do trânsito, a PRF estará atenta à existência de qualquer ilícito que esteja sendo transportado.

“Para esta etapa da operação, o número 191, principal telefone de contato da população com a PRF, terá foco, além das finalidades usuais, no recebimento de denúncias de crimes eleitorais. Além disso, o recém-lançado aplicativo PRF Brasil também estará à disposição para o recebimento de denúncias de delitos dessa natureza, entre outros serviços já prestados”, informou a PRF em nota.

Preparados para o segundo turno

O ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, declarou hoje (28) que, do ponto de vista da segurança, o Brasil está preparado para garantir aos cidadãos o direito ao voto neste domingo (30).

A afirmação foi feita na sede da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Brasília, em entrevista coletiva convocada para falar sobre a Operação Eleições 2022.

Segundo ele, o objetivo da operação é “manter a tranquilidade e garantir que o povo possa exercer livremente o direito do voto”. Nesse sentido, todas as forças de segurança – federais e estaduais – “estão em sintonia”, ressaltou.

Perguntado sobre a possibilidade de adiamento das eleições, Torres disse que o assunto não foi abordado nas conversas que teve com o presidente Jair Bolsonaro, candidato à reeleição. “Não houve essa conversa”, afirmou.

Crimes eleitorais

“As forças federais estão prontas, com planejamento em andamento fazendo parte da prevenção a crimes eleitorais em todo o país”, disse Torres ao destacar que as autoridades estão com foco “em dois crimes que chamaram atenção” durante o primeiro turno: a boca de urna e a compra de votos.

“Tivemos mais de R$ 10 milhões apreendidos pelas policias no primeiro turno. As informações são de que eram recursos utilizados para a compra de votos, um tipo de crime que fere de morte o direito de livre voto dos brasileiros. Isso não será tolerado”, disse o ministro, ao informar que disporá de um efetivo de cerca de 500 mil policiais, entre militares, civis e policiais federais e rodoviários federais.

Torres garantiu que as forças de segurança atuarão também no sentido de cumprir a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) de garantir o transporte gratuito e seguro de eleitores.

Segundo Anderson Torres, no dia das eleições, a partir das 9h, serão divulgados boletins a cada duas horas atualizando as ocorrências registradas em todo o país. Sobre o período pós-eleitoral, o ministro disse que, geralmente, a resolução de qualquer tipo de tumulto fica a cargo das policias estaduais, que estão preparadas para isso. “PRF e PF também estarão preparadas para eventuais acionamentos”, acrescentou.

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Tangará – Homem mata companheiro após desentendimento na Vila Horizonte

Um homicídio acaba de ser registrado na Vila Horizonte,...

Quase 1/4 do território brasileiro pegou fogo nos últimos 40 anos

Quase um quarto do território brasileiro pegou fogo, ao...

4 melhores dicas para pintar as paredes de casa

Você não precisa gastar rios de dinheiro para dar...
Feito com muito 💜 por go7.com.br