sábado, 18 maio 2024
- Publicidade -
24.5 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

STJ mantém prisão de “guia espiritual” que abusava de mulheres durante rituais

O ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Og Fernandes, manteve a prisão de Luiz Antônio Rodrigues Silva, 49 anos, guia espiritual acusado de abusar de mulheres em Cuiabá. A decisão é do último dia 18.

A defesa de Luiz entrou com habeas corpus no STJ pedindo liberdade. No último dia 15 de janeiro a presidente do Superior, ministra Maria Thereza de Assis Moura, havia negado o pedido, mantendo-o preso.

Uma nova liminar foi feita, desta vez remetida ao ministro Og Fernandes, que também negou o pedido. “Não se percebem, portanto, os requisitos para a concessão do pedido liminar, já que ausente constrangimento ilegal verificado de plano”, decidiu.

Luiz foi preso pela primeira vez no dia 05 de setembro, após investigação da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher (DEDM) de Cuiabá. Ele foi solto após audiência de custódia, mas no dia 28 de setembro foi detido novamente, após descoberta de mais mulheres vítimas do guia espiritual.

Segundo a Polícia Civil, as apurações mostraram que pelo menos 10 mulheres foram vítimas do advogado.

De acordo com as investigações, Luiz Antônio Rodrigues atraía mulheres pela rede social Tik Tok prometendo levá-las para uma tenda religiosa com a promessa de amparo espiritual. Quando estava isolado com as mulheres, dizia que estava com o espírito encarnado, o que levava a praticar sexo com as mulheres.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Analfabetismo no Brasil é maior em cidades pequenas, aponta Censo

As informações coletadas pelo Censo 2022, e divulgadas nesta sexta-feira, 17,...

Desembargadora cai em golpe no Whatsapp e perde R$ 45 mil

A desembargadora Maria Helena Póvoas, do Tribunal de Justiça...

CNM diz que agronegócio já perdeu mais de R$ 2 bi com as cheias do RS

As fortes chuvas e inundações que atingiram o Rio...
Feito com muito 💜 por go7.com.br