quinta-feira, 30 maio 2024
- Publicidade -
Dengue
14.1 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Policiais militares que mataram dois moradores de rua em Rondonópolis são indiciados por homicídio

Elder José e Cássio Teixeira foram indiciados por homicídio qualificado consumado e tentado cometido por meio cruel, motivo torpe

O policial militar Cássio Teixeira Brito, e o Agente de Operações Especiais (Bope), Elder José da Silva foram indiciados pela Polícia Civil por matarem dois moradores de rua e deixarem outros dois, no dia 27 de dezembro de 2023, no município de Rondonópolis (212 km de Cuiabá). Os suspeitos foram presos dois dias depois do crime.

Segundo a Polícia Civil, o inquérito que apura o ataque foi concluído no dia 12 de janeiro. Na ocasião, Odinilson Landvoidt de Oliveira, 41 anos, e Thiago Rodrigues Lopes, 37 anos, foram mortos. Oziel Ferle da Silva, 35 anos e William Ferreira de Oliveira Filho, 25 anos, ficaram feridos, foram internados e já receberam alta.

Elder José e Cássio Teixeira foram indiciados por homicídio qualificado consumado e tentado cometido por meio cruel, motivo torpe e recurso que impossibilitou a defesa das vítimas.

Além disso, a Polícia Civil também representou pela conversão das prisões temporárias em preventivas. O inquérito foi encaminhado ao Poder Judiciário e Ministério Público a conclusão da investigação.

O CRIME

Na madruga do dia 27 de dezembro de 2023, os policiais foram vistos dentro de uma Land Rover verde atirando contra moradores de rua em frente do Centro Pop, que ajuda pessoas nesta situação. Na ocasião, os moradores de rua mortos no atentado foram Odinilson Landvoigt de Oliveira, de 41 anos, e Thiago Rodrigues Lopes, de 37 anos, enquanto Oziel Ferle da Silva, de 35 anos, e William Pereira de Oliveira Filho, de 25 anos, que foram alvos também de disparos supostamente cometidos pelos dois policiais, foram socorridos pelo Samu com vida e encaminhados ao Hospital Regional da cidade, onde estão internados.

O agente do Bope ainda acabou sendo baleado acidentalmente pelo amigo durante o tiroteio e seu atendimento no Hospital da Santa Casa foi crucial na invesitgação para apontar a autoria dos suspeitos.

O caso segue sob investigação.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br