segunda-feira, 24 junho 2024
- Publicidade -
26.3 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Operação de combate à exploração sexual infantojuvenil apurou 250 denúncias e efetuou 146 prisões em MT

O trabalho tem como objetivo fortalecer o enfrentamento aos delitos, além de sensibilizar e conscientizar a população para a importância da proteção à infância e adolescência

A Operação Nacional Caminhos Seguros, deflagrada no mês de maio em Mato Grosso, alcançou 29 mil pessoas com ações orientativas no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes. As equipes da Polícia Civil também apuraram 250 denúncias sobre violência sexual; realizaram 146 prisões; 85 atendimentos em parceira com o Conselho Tutelar e 120 fiscalizações em locais de vulnerabilidade para a prática de crimes.

Os policiais civis ainda apreenderam 25 armas de fogo e branca e mais de 130 munições. As delegacias da instituição instauraram 233 inquéritos para apurar crimes contra crianças e adolescentes e outros 217 foram concluídos com autoria apontada.

As atividades repressivas e preventivas realizadas pela Polícia Civil abrangeram as 15 regionais, com panfletagens educativas e orientativas, palestras preventivas, blitze, apreensões de armas de fogo, drogas e munições, cumprimentos de mandados de prisão e de buscas e apurações de denúncias de violência sexual.

O trabalho tem como objetivo fortalecer o enfrentamento aos delitos, além de sensibilizar e conscientizar a população para a importância da proteção à infância e adolescência. As ações foram organizadas pela Coordenadoria de Enfrentamento à Violência Contra a Mulher e Vulneráveis e realizado em conjunto com as delegacias especializadas e municipais, seções, núcleos e salas especializadas das unidades policiais.

A Operação Caminhos Seguros, coordenada nacionalmente pelo Ministério da Justiça e Segurança Pública, contou com apoio da Polícia Militar, Polícia Rodoviária Federal, Corpo de Bombeiro Militar, Perícia Oficial e Identificação Técnica, Conselhos Tutelares, Conselhos Comunitários de Segurança Pública, entre outros órgãos parceiros da campanha.

Conscientização

Em 2000, a Lei 9.970 instituiu 18 de maio como o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. A data lembra a morte da menina Araceli Cabrera Crespo, que foi estuprada e morta em 18 de maio de 1973, no Espírito Santo.

A campanha “Maio Laranja” é uma iniciativa que visa dar visibilidade ao assunto combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes.

A violência sexual praticada contra crianças e adolescentes envolve vários fatores de risco e vulnerabilidade quando os marcadores sociais como as relações de gênero, raça/etnia, orientação sexual, classe social, local de moradia (rural ou urbana), condições econômicas e fatores geracionais são observados.

(Com Assessoria)

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Jogos hoje (24/06/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

População de rua em Mato Grosso aumenta 82% em 6 anos

Em seis anos, o número de pessoas vivendo em...

Homem é baleado em casa noturna em Tangará

Um homem de 49 anos, que não teve seu...
Feito com muito 💜 por go7.com.br