quarta-feira, 17 abril 2024
- Publicidade -
Dengue
23.2 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Megatraficante de Mato Grosso está entre os mais procurados do Brasil

O traficante mato-grossense, Adalberto Pagliuca Filho, 69 anos, foi listado pelo governo Lula (PT) como um dos criminosos mais procurados do país. A lista foi divulgada nesta segunda-feira (18) no site UOL.

Adalberto Pagliuca Filho foi condenado a mais de 14 anos de prisão pela Justiça de Mato Grosso, após ser preso na Operação Mahyah, deflagrada em novembro de 2011 pela Polícia Federal.

Na época, outras seis pessoas da família dele também foram detidas e, consequentemente, condenadas: Regina Célia Cardoso Pagliuca, Adalberto Pagliuca Neto, Elaine Cristina Pagliuca da Silva, Régis Aristide Pagliuca, Lori Gasparini e Joelson Alves da Silva.

De acordo com o Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) a família, a mando Adalberto Pagliuca, atuava a partir da faixa de fronteira entre Brasil e Bolívia e fazia do município de Porto Esperidião (326 km de Cuiabá) e localidades vizinhas o centro de envio de drogas ilícitas.

Ainda conforme a denúncia, o centro de distribuição encaminhava carregamentos de entorpecentes para traficantes espalhados por diversos Estados, especialmente para Minas Gerais, Piauí, Ceará, Pará, Tocantins e Maranhão.

Em janeiro de 2012 todo o grupo foi colocado em liberdade por determinação do então o desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso, Manoel Ornellas.

Depois de 15 dias, o Tribunal de Justiça revogou a liberdade e determinou que os acusados retornassem à prisão. Contudo, apenas Elaine e Joelson foram presos novamente. Os demais continuam foragidos.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

O Impacto da Patrulha Maria da Penha na Segurança das Mulheres em Nova Olímpia

Na tarde da última terça-feira dia (16), a secretária...

Quase 4 bilhões de pessoas correm risco de infecção pelo Aedes

Quase quatro bilhões de pessoas em todo o mundo...

MT reduz em 49% desmatamento de floresta nativa em 2023 em relação a 2022

Mato Grosso reduziu em 49% o desmatamento de floresta...
Feito com muito 💜 por go7.com.br