domingo, 26 maio 2024
- Publicidade -
25.4 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Mato Grosso lidera taxa de feminicídio com número 90% superior à média brasileira

De acordo com os dados do MJSP, a taxa de feminicídios por 100 mil habitantes no Brasil é de 0,66. Em mato grosso, o valor é de 1,66 - isto é, quase duas mulheres são vítimas de feminicídio a cada grupo de 100 mil pessoas

Levantamento do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP) coloca Mato Grosso em primeiro lugar no ranking de estados com a maior taxa de femincídios por grupo de cem mil habitantes em 2023. Embora os números absolutos registrados no Estado sejam menores que em 11 unidades da federação, quando resguardadas as proporções populacionais, o Estado dispara no índice de homicídios praticados contra mulheres. Para se ter uma ideia, a taxa em Mato Grosso é 90% maior do que a média brasileira.

Thays Machado, Cristiane Castrillon, Eduarda Alexandra Dutra, Emily Bispo, Joicemara Baltazar de Moraes e Cleci Calvi Cardoso, seis das 46 vítimas de feminicídio em Mato Grosso em 2023.

De acordo com os dados do MJSP, a taxa de feminicídios por 100 mil habitantes no Brasil é de 0,66. Em mato grosso, o valor é de 1,66 – isto é, quase duas mulheres são vítimas de feminicídio a cada grupo de 100 mil pessoas. O estado que mais se aproxima do número mato-grossense é o Tocantins, com taxa de 1,10 feminicídios por 100 mil habitantes. Mato Grosso do Sul (1,07) e o Distrito Federal (1,04) também se destacam.

Em números absolutos, São Paulo foi o lugar que mais registrou feminícidios, onde ao todo foram 221 em 2023. Mas diante da população de mais de 47 milhões de habitantes, o número representa uma taxa de 0,47 mulheres mortas a cada 100 mil habitantes. Em Mato Grosso, os números absolutos dão conta de que 46 mulheres morreram ao longo de 2023, uma a menos do que em 2022.

Com relação às cidades com maior número de casos, a capital Cuiabá e o município interiorano de Sorriso (397 km de distância) empatam, com cinco feminicídios cada. Na cidade do interior foram registrados quatro homicídios de uma única vez, quando da chacina que chocou Mato Grosso e que vitimou Cleci, Miliane, Manuela e Melissa Calvi Cardoso, em novembro.

Os dados sobre femincídios estão disponíveis no Sistema Nacional de Informações de Segurança Pública.

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Jogos hoje (26/05/24) ao vivo de futebol: onde assistir e horário

Confira onde assistir ao vivo aos jogos de futebol...

MPF investiga irregularidade na exploração de diamantes em MT por empresa de ucranianos

O procurador da República Guilherme Fernandes Ferreira Tavares instaurou...

Desastres afetam 6,1 milhões de pessoas em 10 anos no Estado

Mais de 6,1 milhões de mato-grossense já foram afetados...
Feito com muito 💜 por go7.com.br