quinta-feira, 22 fevereiro 2024
- Publicidade -
Banner Topo
25.1 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Mandante do homicídio de adolescente em Arenápolis é preso pela Polícia Civil

 

 

Policiais civis de Arenápolis cumpriram nesta terça-feira (15.11) a prisão de um homem de 35 anos, investigado como mandante do assassinato de uma jovem de 14 anos, ocorrido no início deste mês, na cidade. Além da adolescente, outras duas vítimas, a irmã dela e um homem, foram vítimas de tentativa de homicídio.

O criminoso é investigado também por atuar como gerente do tráfico de drogas em Arenápolis e foi alvo ainda do cumprimento de mandado de busca e apreensão. Ele usava uma mercearia como fachada para traficar entorpecentes. Na residência dele, a equipe da Delegacia de Arenápolis apreendeu R$ 6 mil em espécie, uma arma de fogo de calibre 32 e meio quilo de maconha, que estava enterrada no quintal.

Há indícios de que a arma de fogo apreendida foi utilizada no homicídio praticado contra a adolescente, no dia 1o de novembro.

Além do mandado de prisão, o investigado foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma de fogo, tráfico de drogas, associação para o tráfico. A mulher do criminoso, de 28 anos, também foi presa em flagrante por tráfico e associação para o tráfico.

Ambos foram encaminhados às respectivas unidades prisionais em Nortelândia e Arenápolis.

“A investigação apurou que amercearia é um empreendimento de fachada, para ocultar a real função da residência, que é a de ser um local de distribuição de drogas ilícitas pela cidade de Arenápolis”, explicou o delegado de Arenápolis, Hugo Abdon.

Crime e investigação
Conforme a investigação da Delegacia de Arenápolis, uma facção criminosa determinou a execução das vítimas, de 14, 16 e 33 anos, em um ‘tribunal do crime’ por suspeitas infundadas de que elas seriam integrantes de um grupo criminoso rival. A adolescente Ana Lídia Lima dos Santos, de 14 anos, foi morta e as outras duas conseguiram escapar com vida.

A Polícia Civil agiu rapidamente para esclarecer o crime, assegurar a integridade física das vítimas, colher as provas e identificar todos os criminosos. Cinco suspeitos do crime foram identificados e todos tiveram as prisões preventivas decretadas pela Justiça após representação encaminhada pelo delegado Hugo Abdon.

“O trabalho investigativo continua, principalmente, no sentido de identificar o paradeiro dos outros três criminosos que estão foragidos”, acrescentou o delegado.

Os investigados responderão por homicídio qualificado, porte ilegal de arma de fogo e organização criminosa.

Conforme a apuração, as vítimas estavam em casa, quando três homens armados invadiram a residência e as renderam. As vítimas foram amarradas e colocadas dentro de um veículo, sendo levadas para a estrada do São Francisco, próximo ao lixão no município de Nortelândia.

Durante o percurso, os suspeitos ameaçaram a jovem de 16 anos por ter publicado uma foto em rede social, supostamente, fazendo sinais referentes a uma facção criminosa. Os criminosos pararam o veículo e levaram as duas jovens para um pasto e efetuaram vários disparos.

O homem de 32 anos permaneceu amarrado na estrada, até que conseguiu afrouxar a corda e fugir. A adolescente de 14 anos não resistiu aos ferimentos e foi a óbito.

 
 

- Publicidade -
big master

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br