quarta-feira, 17 abril 2024
- Publicidade -
Dengue
23.2 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Juíza autoriza entrevista com Roberto Cabrini e marca júri popular

Juíza da 1ª Vara Criminal de Sinop, Rosângela Zacarkim dos Santos, autorizou o pedido do jornalista Roberto Cabrini, da TV Record, para entrevistar Edgar Ricardo de Oliveira, denunciado pela chacina em um bar naquele município em fevereiro de 2023.

O julgamento de Edgar foi marcado para o próximo dia 18 de junho, no Tribunal do Júri.A magistrada destacou que o Ministério Público de Mato Grosso (MPMT) denunciou Edgar pelo homicídio de 7 pessoas e que no dia 25 de agosto de 2023 ele foi pronunciado para que fosse julgado pelo Tribunal do Júri.

Ela citou que houve pedido de autorização judicial para realização de entrevista jornalística com o acusado, feito pelo jornalista Roberto Cabrini no início deste mês.

O jornalista disse, no pedido, que pratica um jornalismo que busca total isenção e que isso só é conquistado quando se consegue ouvir todas as partes importantes. Afirmou também que já obteve a autorização do próprio réu e do seu advogado.

“Não antevejo nenhum óbice legal para a realização de entrevista jornalística a ser realizada com o acusado, a qual autorizo, desde que haja concordância deste e de sua Defesa, bem como seja respeitada as determinações do estabelecimento prisional em que o réu encontra-se segregado”, decidiu a magistrada.

Na mesma decisão a juíza designou a sessão de julgamento de Edgar pelo Tribunal do Júri para às 8h30 do dia 18 de junho de 2024.

O crime

Os assassinatos ocorreram na tarde do dia 21 de fevereiro durante uma chacina em um bar em Sinop. Seis vítimas morreram no local, e uma no hospital. Os suspeitos foram identificados poucas horas após o crime, sendo Ezequias Souza Ribeiro, 27, e Edgar Ricardo de Oliveira, 30.

As vítimas foram identificadas ainda na noite do crime. Entre elas estão Getúlio Rodrigues Frasão, 36, e Larissa Frazão de Almeida, 12, pai e filha, respectivamente. Larissa foi atingida com um tiro nas costas.

A mãe da menina, Raquel Gomes de Almeida, também estava no estabelecimento e presenciou a ação dos criminosos. Ela sobreviveu.

Ezequias Souza Ribeiro baleado e morto na tarde do dia 22, em confronto com policiais do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope). Ele chegou a ser socorrido a um hospital, mas não resistiu.

O outro suspeito do crime, Edgar Ricardo de Oliveira, de 30 anos, se entregou à polícia na manhã do dia 23 de fevereiro. Ele está preso na Penitenciária Central do Estado (PCE).

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

O Impacto da Patrulha Maria da Penha na Segurança das Mulheres em Nova Olímpia

Na tarde da última terça-feira dia (16), a secretária...

Quase 4 bilhões de pessoas correm risco de infecção pelo Aedes

Quase quatro bilhões de pessoas em todo o mundo...

MT reduz em 49% desmatamento de floresta nativa em 2023 em relação a 2022

Mato Grosso reduziu em 49% o desmatamento de floresta...
Feito com muito 💜 por go7.com.br