quinta-feira, 30 maio 2024
- Publicidade -
13.2 C
Nova Olímpia
- Publicidade -
abaixo de ultimas notícias

Esposa chora ao saber da prisão do esposo, apresentador da TV Record, e diz que não teve agressão

 

Katrine Gomes, 20, publicou vídeos em rede social nos quais afirma que está indignada com a prisão do marido, o jornalista Lucas Ferraz. O apresentador foi preso na noite de quarta-feira (22) em Tangará da Serra (239 km a médio-norte de Cuiabá) por agredir a companheira.
Nos vídeos, publicados na conta do jornalista, a jovem diz que não foi liberada em momento algum para falar com o marido após a prisão. Em um dado momento das gravações, a mulher chora e afirma que não está sendo coagida por ninguém.
so em MT
“Estou indignada de verdade, porque minha vontade é ir lá, falar com meu marido e pelo menos ouvir a voz dele para saber se ele está bem. Não me deixaram ligar para meu marido, não me deixaram escutar a voz dele, não me deixaram perguntar se ele estava bem em nenhum momento”, disse.
“Eu não estou sendo coagida, gente. As pessoas inventam tantas coisas. As pessoas falam que eu estou sendo coagida, que eu estou mentindo a todo tempo. Inclusive, uma autoridade falou que eu estava mentindo no meu depoimento”, acrescentou.
Ferraz foi detido e irá prestar depoimento ao delegado titular da Delegacia da Mulher (DEDM) do município, Gustavo Espindola de Souza, na manhã desta quinta-feira (22).
Agressões
O caso aconteceu no último final de semana em Tangará da Serra durante a festa de fim de ano da TV Vale. Segundo a polícia, o casal teve uma briga que teria sido causada por uma crise de ciúmes do jornalista, que agrediu a jovem com socos.   
Um áudio encaminhado à reportagem mostrou a esposa do jornalista, desesperada e chorando em conversas com outras pessoas logo após a suposta agressão sofrida da qual o companheiro é o principal suspeito.  
A denúncia da agressão veio à tona após a mulher procurar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com hematomas provenientes das agressões.  
Versões contraditórias
Durante entrevista ao programa Cadeia Neles, da TV Vila Real (Canal 10.1) na terça-feira (20), Katrine apresentou uma versão diferente da narração inicial e negou ter sido agredida pelo marido. A estudante de Direito disse que tem crises de ansiedade, crise de pânico, faz acompanhamento psicológico e psiquiátrico há 6 anos.  
Ela também alegou ter tido uma crise de pânico e começou a socar a parede, qu segundo ela, geraram os ferimentos. “Entrei no quarto, fiquei de joelho e comecei a bater a cabeça na cama”.  
No entanto, o Laudo do Instituto Médico Legal (IML) concluiu que as lesões causadas no rosto da esposa de Lucas Ferraz são fruto de prováveis agressões físicas causadas por outra pessoa.   
'Manipulada'
A mãe da estudante que mora em Palmas (TO), Maria dos Milagres, de 41 anos, afirmou que a jovem não tem transtornos psicológicos e não faz uso de medicamento psiquiátrico. Segundo ela, a filha está sendo manipulada para “defender a cara” de Lucas.  
Em entrevista ao programa Tangará 40º, da TV Cidade Verde de Tangará da Serra, Maria disse que o apresentador impede Katrine de fazer contato com os familiares e pediu ajuda para levar a filha de volta para Palmas.  
“Minha filha nunca se mutilou, nunca surtou, aliás não toma nem remédio controlado. Aquilo tudo é uma farsa para defender a cara do Lucas. Aquele vídeo que ele postou nada é verdadeiro, ela está sendo forçada. Minha filha não tem a voz daquele jeito, parece que ela está sob efeito de remédio ou droga. Não tenho condições de buscar ela”, disse.

 

- Publicidade -

Compartilhe

Popular

Veja também
Relacionados

Feito com muito 💜 por go7.com.br